Cantor Prince morre aos 57 anos

Cantor Prince morre aos 57 anos

Cantor, compositor e multi-instrumentista, ele vendeu mais de 100 milhões de discos ao longo de uma carreira de mais de três décadas

Pedro Antunes, O Estado de S. Paulo

21 de abril de 2016 | 14h26

Um corpo jazia sem vida no elevador do complexo de estúdios Paisley Park, em Chanhassen, no estado norte-americano de Minnesota. Ali estava Prince Rogers Nelson, lendário músico, encontrado e identificado pela polícia local às 9h38 da manhã desta quinta-feira, 21, segundo informações do site especializado em bastidores das celebridades TMZ. Um representante de Prince confirmou à agência de notícias Associated Press, somente horas depois, a identidade do músico de 57 anos. Nascido e morto em Minnesota, criado pelo mundo. As causas da morte não haviam sido confirmadas até o fechamento desta edição. 

Entidade misteriosa em seus últimos anos, Prince aparecia ocasionalmente com um novo álbum, um projeto mais ousado, e às vezes desleixado, do que o anterior. Na semana passada, na sexta-feira, 15, contudo, foi noticiado que seu avião particular fizera um pouso de emergência em Moline, Illinois, por precauções quanto à saúde do músico norte-americano. Prince apresentava um grave quadro de gripe, o que preocupou seu staff, e foi levado para o hospital mais próximo. 

Três horas depois, o músico foi liberado para que pudesse descansar em casa. Ele também apresentava um quadro de desidratação. Em razão da doença, Prince já havia cancelado uma apresentação que realizaria em 7 de abril. Pouco antes do pouso forçado em Illinois, contudo, Prince havia se apresentado no Fox Theater, em Atlanta. Tudo indicava que seu estado de saúde não era preocupante. 

A morte de um artista em seu estúdio, quando o artista em questão é Prince, traz ainda uma agridoce ironia. Um dos grandes guitarristas da história e dono de uma voz híbrida, andrógina, Prince se ergueu sozinho. Criou, arranjou e produziu grande parte de suas músicas. Era viciado em criar novas canções. Sua discografia, acredite, tem um total assustador de 39 discos de estúdio, lançados a partir de For You, de 1978, até o álbum duplo HITnRUN Phase One e HITnRUN Phase Two, ambos lançados no ano passado. Viveu entre turnês, polêmicas, relacionamentos com estrelas do quilate de Kim Basinger, Madonna, Carmen Electra, entre outras, e os estúdios. Fôlego para criar não faltava.

Somente em 2010, ele diminuiu o ritmo. Foram quatro anos entre 20Ten (2010) e Plectrumelectrum (2014). Depois disso, voltou à carga total: foram quatro discos nos dois últimos anos. 

Nascido em Minneapolis, filho de um compositor e pianista e uma cantora de jazz. Recebeu o nome de Prince em homenagem ao pai, que se apresentava sob o nome Prince Rogers. Prince compôs sua primeira canção aos 7 anos, se apresentou com a banda dos primos ainda na adolescência e tentou por diversas vezes lançar o primeiro disco. Quando For You surgiu, estarreceu o mundo ao mostrar um garoto que acabava de chegar aos 20 anos de idade, produzindo e executando todos os instrumentos sozinho. 

Prince fez frente a Michael Jackson e Madonna, donos dos tronos do pop naquela década de 1980. E foi quem chegou mais perto de destroná-los, com suas canções lascivas e sexuais e um estilo muito único de unir referências do funk, soul e R&B. Genioso, brigou com a gravadora quando entendeu que a Rainha do Pop recebia mais atenção dos executivos do que ele. Com o clássico disco Purple Rain, puxado pela força do hit homônimo, talvez o seu mais icônico sucesso, ganhou seus dois primeiros gramofones do Grammy, em 1985. Ao todo, sua estante colecionava sete desses. Em outra ocasião, chegou a trocar de nome e passou a ser referido como “aquele que um dia se chamou Prince” e assinava com um símbolo que, segundo ele, representava o amor. 

A solidão do estúdio talvez fosse a única e verdadeira parceira de Prince ao longo dos seus 57 anos de vida, cuja infância foi marcada por uma saúde frágil, crises epiléticas e a separação dos pais, aos 10. Solidão, essa antiga parceira, que o acompanhou nos últimos minutos de vida. 

Confira alguns dos sucessos do artista

Purple Rain foi lançada em 1984. Pelo disco de mesmo nome, ele venceu dois Grammys: Melhor Performance Vocal de Rock e Melhor Álbum de Trilha Sonora Original.

1999 é faixa de seu quinto álbum, lançado em 1982. É o primeiro álbum em que ele é acompanhado pela banda The Revolution, que permaneceu a seu lado até 1986.

Tudo o que sabemos sobre:
Princemúsica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.