Reprodução
Reprodução

Cantor mexicano que aborda o narcotráfico em suas letras é vítima de atentado

Javier Rosas, de 23 anos, está internado e seu estado é considerado crítico

O Estado de S. Paulo

24 Março 2015 | 11h05

 O cantor mexicano grupero Javier Rosas, de 23 anos, foi vítima de um atentado e foi baleado no último domingo, 22, na cidade de Cullacán, estado de Sinaloa, norte do México.

De acordo com a rede mexicana Univision, ele estava em um carro com mais três pessoas quando foi interceptado por um grupo de homens armados com fuzis AK-47 (frequentemente utilizados por traficantes naquele país), que dispararam diversas vezes contra o veículo. Duas pessoas morreram. Rosa e seu irmão Iván ficaram feridos e estão no hospital, em estado crítico.

Rosas tinha se apresentado na cidade na noite do sábado. Essa não é a primeira vez que o cantor sofre um ataque: em 2014, durante uma apresentação na cidade de Durango, uma pessoa na plateia fez 10 disparos, ferindo uma pessoa.

Entre o repertório do artista, estão canções chamadas de 'narcocorridos', músicas que narram os feitos de "narcotraficantes e delinquentes", segundo a rede de notícias.

Mais conteúdo sobre:
MéxicoMúsica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.