Cantor do Libertines é preso por roubar colega

O cantor e guitarrista Pete Doherty, do Libertines, foi condenado à prisão por invadir e roubar a casa do colega de banda Carl Barat, também cantor e guitarrista. Segundo o site da revista NME, o músico de 24 anos pegou seis meses de cadeia, após admitir a culpa. Doherty foi processado por roubar em 25 de julho uma filmadora, um laptop, uma gaita, um aparelho de som e uma guitarra antiga.Doherty havia sido afastado da banda por abuso de drogas. Em sua defesa, argumentou que se sentiu traído pelos companheiros e foi à casa de Barat conversar, mas não encontrou ninguém. Sob efeito de drogas, arrombou a porta e levou os bens de Barat. O advogado de defesa frisou que sua intenção não foi levantar dinheiro para comprar mais drogas e pediu uma pena em regime aberto, para que Doherty possa tratar o vício. O juiz não aceitou: "ele provavelmente estava ganhando muito dinheiro para sua idade e começou a se comportar de modo irresponsável", avaliou.Banda da novíssima cena inglesa, os Libertines estrearam no ano passado com o single What a Waster. Seu I Get Along chegou a ser eleito o single da semana pela BBC, e a própria NME adotou a banda como a "melhor nova banda britânica". O grupo tem um único álbum, Up the Bracket.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.