Divulgação
Divulgação

Cantor diz que Michael Jackson lhe deu bebida e droga quando tinha 15 anos

Alegação foi feita por Aaron Carter em entrevista em que falou sobre sua relação com o Rei do Pop

estadão.com.br,

01 de julho de 2011 | 13h36

SÃO PAULO - O cantor pop Aaron Carter alegou que Michael Jackson lhe deu bebidas alcoólicas e cocaína quando ele tinha 15 anos. A revelação foi feita em entrevista à revista australiana OK! Magazine.

 

Aaron Carter, que tem agora 23 anos, frequentava a casa do Rei do Pop quando era mais novo e falou pela primeira vez sobre sua relação com o cantor. "Eu sinto falta de Michael. Eu passei tempos incríveis com ele. Eu fiz coisas que ninguém mais fez... Mas eu também tive problemas com algumas coisas que ele fez comigo", disse.

 

Quando perguntado se Michael lhe ofereceu bebidas, Aaron respondeu que o cantor lhe deus álcool e drogas. "Ele me deu cocaína. Eu me senti estranho com relação a isso e outras coisas... Nós nos falávamos no telefone por horas e horas. Eu admirava Michael, mas seu comportamento me preocupava".

 

Michael Jackson era conhecido pela amizade com crianças e jovens e em 2005 foi inocentado em um processo que o acusava de pedofilia.

 

Carter, que fez sucesso no início dos anos 2000 entre o público teen e fãs de seu irmão, Nick Carter, dos Backstreet Boys. No início do ano, Aaron Carter se internou em uma clínica psiquiátrica por problemas emocionais. Ele trabalha atualmente em um novo disco.

 

O cantor está sendo criticado nas redes sociais e acusado de se promover às custas de Michael Jackson.

Tudo o que sabemos sobre:
Aaron CarterMichael Jackson

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.