Cantor de blues Willie Robinson morre aos 81 anos

Robinson, que foi veterano do Exército e chegou a viver nas ruas, morreu em incêndio provocado por cigarro

Associated Press,

31 de dezembro de 2007 | 14h41

O cantor de blues Willie Robinson, que já se apresentou com Steven Tyler e Bonnie Raitt mas que passou um tempo de sua vida morando na rua, morreu aos 81 anos. Robinson foi agricultor, veterano do Exército e amigo de personalidades como B.B. King. "Ele era verdadeiramente o líder mais antigo do blues (de Boston). Era nosso padrinho. Ele era o homem mais querido", disse Holly Harris, apresentadora do programa Blues on Sunday da rádio WBOS. Robinson morreu no domingo em um fogo começado por um cigarro que ele fumava na cama, segundo o Corpo de Bombeiros de Boston. Ele realizou um concerto beneficente com Tyler e dois shows do Boston Music Awards, em 2005 e novamente no começo deste mês. Ele nasceu em Atlanta and colheu algodão e frutas com sua família na Costa Leste dos Estados Unidos. Depois de passar um tempo no Exército na década de 40, ele se tornou mestre de cerimônias e segurança de casas de blues em Trenton, Nova Jérsei, onde conheceu King e outras lendas. A filha de Robinson, Lorraine Robinson, afirmou que seu pai se encontrou nos palcos. "Um grande sorriso surgiria em seu rosto e ele estaria em seu 'mundinho', como se tivesse desligado todo o resto". "Ele apenas sentia a música. Ela estava em sua alma."  Robinson se estabeleceu em Boston em 1959 e tocou em casas noturnas, mas, em 2005, estava vivendo nas ruas e sem contato com sua família. Cantores de blues tomaram conhecimento de sua situação, realizaram um concerto beneficente e asseguraram que ele tivesse comida e roupas. Robinson se apresentou depois em diversos lugares, de casas noturnas aos corredores do asilo em que vivia. Sua mulher, Alice, morreu há quatro décadas.

Tudo o que sabemos sobre:
Willie Robinson

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.