Candidatos a júri de Jackson respondem questionário

Potenciais jurados do julgamento de Michael Jackson tiveram de responder um questionário com diversa perguntas, entre elas se eles podem julgar alguém de raça diferente com justiça; se já tiveram câncer e se já foram vítimas de abuso sexual. O questionário, que os 250 candidatos ao júri tiveram de preencher durante as audiências de segunda e terça, foi montado de modo a evitar que pessoas com histórias de vida semelhantes ao caso, o que as levaria a um julgamento parcial, façam parte do júri. Jackson é acusado de abusar de um garoto de 13 anos que sofria de câncer. O conteúdo do questionário foi divulgado na noite de ontem para a imprensa.Os potenciais jurados também tiveram de responder se eles já haviam trabalhado com crianças e se têm parentes ou amigos que conhecem Jackson, cujo rancho Neverland é localizado no condado de Santa Bárbara, a 48 quilômetros de Santa Maria, onde acontece o julgamento.Uma nota aos candidatos disse que o questionário era uma maneira de poupá-los da vergonha de falar sobre certos assuntos na corte. O juiz Rodney Melville disse que o questionário se baseia em questões feitas pelos advogados do caso. Os advogados vão começar a interrogar os possíveis jurados na segunda-feira.Além de perguntar sobre crenças pessoas ou problemas médicos que poderiam impedi-los de servir, o questionário tocou em questões que podem ser discutidas no julgamento, inclusive o quanto os candidatos sabem sobre o caso de 1993 em que Jackson também foi acusado de abusar de um menor.

Agencia Estado,

03 de fevereiro de 2005 | 13h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.