'Camisas brancas' de Jesus abordam roqueiros no dia do metal, no Rock in Rio

'Camisas brancas' de Jesus abordam roqueiros no dia do metal, no Rock in Rio

Integrantes da Juventude Batista Carioca querem evangelizar fãs em pleno festival; acompanhe a cobertura completa

Julio Maria, O Estado de S. Paulo

19 de setembro de 2015 | 15h32

Havia um pequeno pelotão de opositores a Satã logo perto do portão por onde passariam 80 mil pessoas com imagens diabólicas em suas camisas pretas. O dia do metal, com bandas como Metallica e Mötley Crüe, é uma data especial no Rock in Rio. O público comparece em massa com engajamento incomum a seus ídolos. E no início da tarde, ao menos neste sábado, eles serão abordados pelos camisas brancas de Jesus. 

Cinquenta jovens da Juventude Batista Carioca estão dispostos a levar a palavra de Jesus mesmo sob os decibéis do Korn, atração do Palco Sunset. "Rock significa rocha. Quando pensamos em rocha, pensamos em um lugar seguro. Onde você pode afirmar que está o seu lugar seguro?", pergunta um folheto distribuído por eles. Os batistas andam de camisas brancas com os dizeres "Eu Sou" e uma cruz, referência ao "Eu Vou" do Rock in Rio. Eles distribuem abraços grátis, falam da palavra de Deus e não se opõe nem ao heavy metal. "Ha bandas de metal gospel também. Nós tomamos mais atenção com as letras, nosso compromisso é com a mensagem", diz Matheus Machado, 21 anos, presidente do grupo. "Jesus é de todos os ritmos", diz ele, depois de uma apresentação de street dance "do Senhor" feita para a reportagem.

 

Mais conteúdo sobre:
Rock in Riomúsica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.