Reprodução/Paulo Vitor/AE
Reprodução/Paulo Vitor/AE

Camelôs faturam alto com DVD 'Terror no Rio 2010'

Com imagens da TV, DVDs dividem lugar com os campeões de vendas 'Tropa de Elite' e 'Tropa de Elite 2'

Roberta Pennafort, O Estado de S. Paulo

29 de novembro de 2010 | 19h33

Atentos ao desejo dos cariocas de acompanhar todos os detalhes do combate ao tráfico na Vila Cruzeiro e no Alemão, os camelôs não perderam tempo. Já no fim de semana, vendiam DVDs intitulados "Terror no Rio 2010", que contém reportagens da TV Globo e da Globo News sobre o cerco policial aos traficantes, veiculadas semana passada.

 

A capa traz a Cristo Redentor "vestindo" um colete à prova de balas da PM, em meio a labaredas de veículos queimados. No verso, o aviso: "Não recomendável para menores de 16 anos."

 

Nas mãos dos ambulantes do Centro do Rio, o DVD, que custa R$ 10, vendeu bastante hoje, conforme os próprios contavam: "O povo adora ver desgraça. Vendi doze na hora do almoço, vou pegar mais. Só não pode deixar criança ver, porque tem cenas muito fortes, que não passam na TV."

 

A propaganda é enganosa. Nada há ali além de imagens já vistas na TV nos últimos dias: traficantes armados desafiando a polícia, imagens aéreas das favelas, transporte de tanques, movimentação de militares, drogas e armas apreendidas, revistas de moradores, população correndo, assustada.

 

Nas bancas, os DVDs dividem lugar com os campeões de vendas "Tropa de Elite" e "Tropa de Elite 2". Segundo camelôs, há quem anuncie um "Tropa de Elite 3". "Mas é enganação, não filmaram ainda!", explicou um camelô.

 

No YouTube, as imagens da Globo também fazem sucesso. As mais acessadas, por seu ineditismo, são as da fuga de dezenas de bandidos da Vila Cruzeiro para o Alemão pela Serra da Misericórdia - até ontem, contavam mais de 350 mil visualizações.

Tudo o que sabemos sobre:
'Terror no Rio 2010'DVD

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.