Jorge Bispo / Divulgação
Jorge Bispo / Divulgação

Caetano Veloso inicia turnê com filhos no Rio de Janeiro

"É um show nascido da minha vontade de ser feliz”, Caetano escreveu sobre seu “nepotismo do bem”

Roberta Pennafort, O Estado de S.Paulo

03 de outubro de 2017 | 06h00

RIO - “O sol manhã de flor e sal/ e areia no batom/ Farol, saudades no varal/ vermelho, azul, marrom/ Eu sou cordão umbilical/ Pra mim nunca tá bom/ E o sol queimando meu jornal/ Minha voz, minha luz, meu som/ Todo mundo precisa de uma mãe”. Em falsete, Zeca Veloso, o filho de 25 anos de Caetano, louva em Todo homem sua filiação.

Ele é o último menino do compositor baiano a se lançar na música, depois de experiências como DJ. Nesta terça, 3, no Theatro Net Rio, junta-se ao pai e aos irmãos Moreno e Tom numa turnê que já começa com 14 datas esgotadas, no Rio e em São Paulo.

Quem acompanha Caetano chega com a curiosidade de vê-lo no palco em família, o que nunca aconteceu. Ele já fez show com Moreno, mas nunca com os dois mais jovens.

Escolhido em conjunto, o repertório terá músicas dos quatro. De Caetano, entre outras, O leãozinho, uma das preferidas dos garotos, a autorreferente Reconvexo e Um canto de afoxé para o bloco do Ilê – letra sua com participação de Moreno, que a gravou, aos nove anos, no LP Cores, nomes, de 1982.

Moreno deve cantar a sua Deusa do amor. De Tom, compositor da banda Dônica, que formou com amigos de colégio ainda adolescente, em 2011, é possível que entre O sol, eu e tu, dele com Caetano e Cezar Mendes, lançada por Carminho há três anos.

São bem poucas as informações divulgadas sobre o espetáculo, que não terá banda de apoio. “O som será mais para o acústico e muito singelo. É um show nascido da minha vontade de ser feliz”, Caetano escreveu sobre seu “nepotismo do bem”. “Creio que não somos uma família de músicos, mas seguramente somos músicos de família.”

Tudo o que sabemos sobre:
Caetano Veloso

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.