Caetano Veloso cai no heavy metal

E não é que o tempero deu certo? A noite da última segunda-feira teve muito dendê no metal. Andreas Kisser, guitarrista do Sepultura, recebeu Caetano Veloso no palco do bar Na Mata Café, no Itaim, em São Paulo, para uma jam. Além de posar para uma platéia ávida por fotografar o baiano fazendo o gesto de ?heavy metal?, a dupla fez uma versão mais pesada de Beatles e outra de Tropicália. ?O Caetano é um grande fã de Sepultura?, disse Kisser, ao Jornal da Tarde. Os músicos Jair Oliveira e André Moraes - que está co-produzindo o disco novo do Sepultura, Dante XXI - também marcaram presença neste show, no mínimo, eclético.Há três anos, Andreas Kisser, guitarrista do Sepultura, leva adiante um projeto pessoal ao estilo "Andreas Convida". Sempre que está em São Paulo, entre um show e outro de sua banda, ele aproveita para reunir amigos numa jam session informal. Já dividiu o palco com convidados das mais diversas linhagens, de Paralamas e Titãs, passando por Bocato, até Junior, da dupla Sandy & Junior. "Sempre quis juntar os amigos e tocar sem compromisso. Tocar um repertório com minhas influências: Black Sabbath, Deep Purple, Beatles", diz o guitarrista, que, junto com Sepultura, está em estúdio para gravar o novo CD, Dante 21, que deve ser lançado no início entre fevereiro e março (ainda este ano, o grupo lançará um DVD). Caetano é uma surpresa no rol de convidados. Ele, que está na cidade para uma temporada de seu show com Milton Nascimento, aceitou, de cara, a proposta de Andreas, por intermédio do amigo em comum, o produtor André Moraes. "Caetano gosta do trabalho do Sepultura", reforça o guitarrista. Moraes, que participou das trilhas de filmes como O Coronel e o Lobisomem e Lisbela e o Prisioneiro , conhece Caetano, que também aparece nos créditos dessas mesmas trilhas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.