Caetano e Moreno inauguram projeto "Pais e Filhos"

A máxima ´tal pai, tal filho´ não se aplica no caso de Caetano e o filho, Moreno Veloso. Ok, os dois são músicos, mas cada qual construiu trajetórias muito particulares. Caetano é uma peça importante na história da MPB enquanto Moreno tem formação consistente em projetos como Orquestra Imperial e Domenico + 2. No entanto, por mais que os dois façam questão de manter identidades próprias, difícil falar que não há pelo menos um pouco de influência de um para outro e de outro para um. ´Desde que ele era menino, a gente canta ´Noche de Ronda´ juntos´, conta Caetano. E foi batata: a canção entrou no repertório do show inédito que apresentam nesta quinta-feira, no Sesc Pinheiros, estreando a série "Pais e Filhos".Outra música, "Só Vendo Que Beleza" (Henricão e Rubens Campos), também é especial. ´Foi a primeira música que ensinei para Moreno. Ele a gravou comigo no primeiro disco do Domenico + 2. São coisas que já fazem parte da nossa vida.´O repertório afetivo da dupla inclui canções de Caetano, como Genipapo Absoluto, e de Moreno, como "How Beautiful Could a Being Be". E como o paizão previa, entraram músicas de Gil. ´Moreno não se interessa muito em tirar minhas canções, que são simples. Desde menino, queria tirar as do Gil, com os mesmos toques de violão. E ele faz isso.´

Agencia Estado,

14 de setembro de 2006 | 14h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.