Lucas Jackson/Reuters
Lucas Jackson/Reuters

Cães de Lady Gaga são devolvidos após oferta de US$ 500 mil por resgate

Buldogues da cantora foram roubados em Los Angeles em assalto ao passeador, que foi baleado e ainda se recupera

Redação, O Estado de S.Paulo

27 de fevereiro de 2021 | 10h17

Os dois cães desaparecidos da cantora Lady Gaga foram resgatados sem ferimentos nesta sexta-feira, 26, de acordo com a polícia de Los Angeles. Os buldogues franceses Koji e Gustav foram roubados na última quarta-feira em assalto ao passeador dos cachorros, que foi baleado na ação.

O passeador dos cachorros, mais tarde identificado como Ryan Fischer, foi abordado por dois assaltantes enquanto caminhava com três cães da cantora. Depois de resistir entregá-los, foi baleado e os assaltantes fugiram com os dois buldogues. Fischer segue internado em estado grave, mas estável. O terceiro cão, Miss Asia, escapou e foi localizado mais tarde.

Na manhã de sexta, 26, Lady Gaga publicou em redes sociais que pagaria uma recompensa de US$ 500 mil para quem resgatasse os animais em segurança. “Meu coração está doente e eu rezo para que a minha família fique completa novamente com este ato de bondade”, escreveu na publicação. 

Ela também agradeceu a Fischer. “Eu te amarei para sempre, Ryan Fischer. Você arriscou a própria vida para batalhar por nossa família”, afirmou ela no post. “Você sempre será um herói”.

Os cães foram devolvidos em uma base da polícia de Los Angeles no começo da noite de sexta, e um representante da cantora os resgatou de lá. Lady Gaga está atualmente em Roma, na Itália, para gravar um filme.

De acordo com o capitão Jonathan Tippett, comandante da divisão de roubos e homicídios da polícia de Los Angeles, a mulher que levou os cães até a base policial não aparenta ter envolvimento com o roubo. Tampouco ficou claro como ela encontrou os cães, afirmou ele à agência de notícias Associated Press. As investigações para achar os responsáveis pelo crime, no entanto, devem continuar. / COM NYT, AP E AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.