Big Hit Ent.
Big Hit Ent.

BTS: revelando os segredos do fenômeno em cinco vídeos

Cores quentes, luzes solares, psicodelia visual, momento bad boy e baladas fortes compuseram a estratégia da empresa Big Hit Enterteinment ao criar o grupo sul-coreano

Julio Maria, O Estado de S.Paulo

19 de março de 2021 | 18h20

O estilo BTS tem arrebatado uma legião de fãs com uma força nunca percebida no pop do século 21. A estética que é repetida pela produção audiovisual do grupo tem características próprias e fortes, embora venha com fragmentos de muitas influências dos estúdios norte-americanos. Vão aqui cinco vídeos comentados que informam muito sobre o caminho traçado pelo grupo

1. 'Dynamite'

Cores e luz

As cores e a luz são elementos característicos. Sobre os rapazes do grupo parece sempre brilhar o sol do meio dia em um céu irretocavelmente azul, como se tudo fosse pintado a mão. Os closes em seus rostos, maquiados e indefectíveis, reforçam a proximidade e potencializam as paixões platônicas dos “army”, os fãs do grupo.

 


2. 'DNA'

Psicodelia virtual

Com mais de 1.228 bilhão de espectadores, o vídeo desta música mostra que não há diferença no universo BTS entre o real e o virtual. Projeções têm o mesmo peso de cenários naturais, assim como os beats sonoros criados em programações eletrônicas se misturam a instrumentos acústicos. Mais uma vez, as cores agem com um efeito inebriante, quase lisérgico, criando a aura de um pop psicodélico.



3. 'ON Kinetic Manifesto Film: Come Prima'

Ordem e coreografia

Está na veia das produções orientais. Grupos populosos se movendo em bloco, com passos e gestos estudados e ensaiados à exaustão, criam a sensação de união e contágio. É o que fortalece uma coreografia, mais do que o grau de dificuldade dos movimentos. Ao vê-los assim, compartilhando os mesmos passos mas não as mesmas roupas (uniformes não são o forte de seu público alvo), grupos de jovens no mundo todo os reproduzem com sensação de legitimidade. Sem a coreografia, o BTS não seria o mesmo.

 


4. 'Life Goes On'

Baladas

Os Menudos tiveram If You Not Here em 1985, o New Kid On The Block teve Please Don't Go Girl em 1988 e os Backstreet Boys imortalizaram As Long As You Love Me em 1997. O BTS sabe que uma balada tem a força de dez ‘swing hits’ e, assim, investe nas suas. Life Goes On, candidata a se tornar uma delas, tem um clipe também forte. Mas é o momento de esquecer todas as características anteriores para que entre um belo ‘story clip’ seja montado. Nada de luzes, sol, coreografias efusivas. Mais closes, imagens em preto e branco e closes nos olhos, muitos closes nos olhos.




5. 'We Are Bulletproof Pt.2'

Momento bad boy

Por mais que sejam todos delicados e suaves, os garotos do BTS, como todos os integrantes de boy bands da história, precisam de um momento ‘bad boy’ no currículo. A estética aqui também muda, com luzes baixas e mais preto nas roupas e no cenário. Agora, é preciso passar atitude, e o lugar onde se busca isso é no rap dos norte-americanos. O BTS sabe que, além das garotas, precisa conquistar também os rapazes para suas frentes. Não são a maioria, mas ajudam a fortalecer a base dos ‘army’, milionária e epidêmica.

  

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.