Iara Morselli/Estadão
Iara Morselli/Estadão

Bruna Pazinato, do musical ‘Aparecida’, lança 1.º EP da carreira de cantora

A atriz, que está em cartaz em São Paulo no espetáculo de Walcyr Carrasco, vai se dedicar à carreira de cantora

Adriana Del Ré, O Estado de S. Paulo

09 de junho de 2019 | 03h00

Aos 27 anos, a atriz gaúcha Bruna Pazinato tem transitado, nos últimos tempos, entre o palco e a TV. Atualmente, ela está em cartaz em São Paulo, no Teatro Bradesco, como uma das protagonistas do musical Aparecida, com texto de Walcyr Carrasco (autor da novela das 9 A Dona do Pedaço) e direção de Fernanda Chamma. A temporada vai até 23 de junho.

No espetáculo, já visto por mais de 40 mil espectadores desde que estreou, em março, Bruna faz o papel de Clara, mulher do ambicioso advogado Caio (Leandro Luna), que perde a visão por causa do tratamento de um câncer. Na esperança da cura, o casal inicia uma jornada de descobrimento espiritual que o leva até a basílica da Padroeira do Brasil. Em paralelo, o musical conta a história da imagem de Nossa Senhora Aparecida, descoberta em 1717 – e os milagres atribuídos a ela. 

“Eu já havia trabalhado com a Fernanda (Chamma) em alguns projetos; e foi de um encontro nosso que surgiu a oportunidade de dar vida a Clara no musical”, conta a atriz. 

Bruna já havia se destacado em outros musicais, como Chacrinha – O Musical e Os Dez Mandamentos – O Musical, mas foi no segundo espetáculo que a atriz acredita ter ganhado projeção. “A protagonista Nefertari, em Os Dez Mandamentos – O Musical, no qual eu cantava um solo virtuoso composto por Wladmir Pinheiros, me trouxe a visibilidade que até então eu não havia alcançado.”

Sua trajetória nos musicais começou há exatos dez anos, ela se recorda. “Meu primeiro trabalho, com contrato assinado, foi no musical Quem Inventou o Amor foi Roberto Carlos, em 2009. No espetáculo, fui a protagonista durante 6 meses, no Teatro das Artes, em São Paulo”, lembra. “Depois, emendei trabalhos em produções como Princesinha – O Musical, Enlace – A Loja do Ourives – O Musical, Uma Luz Cor de Luar, e mais sete espetáculos até hoje.”

A atriz também é figura conhecida nas produções bíblicas da RecordTV. Isso se deve à sua personagem Nefertari, conta ela, que lhe abriu portas para entrar na novela O Rico e o Lázaro, exibida em 2017. Na trama, ela interpretou a cantora Rebeca.

Na sequência, surgiu a oportunidade de ser protagonista da série Lia, em 2018, na mesma emissora. Foi uma surpresa para ela na época. “Fui chamada para fazer o teste para interpretar a melhor amiga da Lia, a Zilpa. Chegando em casa, recebi a ligação falando que eu seria a protagonista, a Lia.”

Nascida em Santa Bárbara do Sul, no interior do Rio Grande do Sul, Bruna se apresentou pela primeira vez para o grande público cantando quando tinha 12 anos, num festival na cidade. Aos 17 anos, se mudou para São Paulo, onde se formou como atriz e cursou bacharelado em canto pela Faculdade Souza Lima. “Enquanto isso, trabalhava em grandes produções musicais.”

Assim, com a música também muito presente em sua vida, Bruna vai lançar o primeiro EP de sua carreira, Afrodisíaca, em que mistura as raízes sulistas e seu lado urbano pop. “Acabo de lançar o primeiro single desse projeto, a música Alucinação, que veio acompanhada do primeiro clipe da minha carreira. O EP está sendo finalizado, com previsão de lançamento para o início do segundo semestre”, conta. “A atuação e a música são duas grandes paixões que andam juntas.” 

APARECIDA 

Teatro Bradesco. R. Palestra Itália, 500, loja 263, 3.° Piso. 6ª, 21h; sáb., 16h e 21h; dom., 15h e 19h30. R$ 75/R$ 220. Até 23/6

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.