Mario Anzuoni|Reuters
Mario Anzuoni|Reuters

Bruce Springsteen cancela show em repúdio à lei antigay

'É uma tentativa de pessoas que não suportam o avanço que nosso país tem feito', disse o músico norte-americano em comunicado oficial

O Estado de S.Paulo

08 de abril de 2016 | 17h40

Bruce Springsteen anunciou nesta sexta-feira, 8, o cancelamento de um show em Greensboro, na Carolina do Norte, no próximo domingo, 10, após a aprovação da lei conhecida como HB2, que obriga o uso dos banheiros públicos de acordo com o sexo de nascimento. A restrição causou revolta entre os membros da comunidade LGBT norte-americana.

"É uma tentativa de pessoas que não suportam o avanço que nosso país tem feito no reconhecimento dos direitos humanos de todos os nossos cidadãos para barrar esse progresso", afirmou o músico em um comunicado oficial.

Bruce também pede desculpa aos fãs, afirmando que o cancelamento é uma forma de mostrar solidariedade ao que chama de "combatentes da liberdade".

"Algumas coisas são mais importantes do que um show de rock e essa luta contra o preconceito e a intolerância  é uma deles. Da maneira mais forte eu tenho que levantar minha voz em oposição àqueles que continuam a empurrar-nos para trás em vez de para a frente."

Aprovada pelo Legislativo local e promulgada pelo governador republicano Pat McCrory no dia 23 de março, a lei também proíbe localidades da Carolina do Norte de redigir suas próprias leis antidiscriminatórias. A iniciativa faz parte de uma série de projetos similares de Estados conservadores dos EUA, em resposta à decisão de junho de 2015 da Suprema Corte de Justiça americana de legalizar nacionalmente o casamento homossexual.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.