Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Chris Pizzello/Invision/AP
Chris Pizzello/Invision/AP

Britney Spears participará de audiência sobre sua tutela

Cantora de 39 anos contesta o controle legal que o pai tem sobre sua vida e negócios

AFP, O Estado de S.Paulo

28 de abril de 2021 | 07h42

A cantora americana Britney Spears pediu para falar perante um tribunal na batalha legal sobre o controle que seu pai tem sobre sua vida e seus negócios, informou seu advogado na terça, 26. Aos 39 anos, Britney é o centro de uma campanha online conhecida como 'Free Britney', promovida por fãs que acreditam que a tutela em vigor desde 2008 deveria acabar. Ela mesma, porém, raramente fala de forma direta sobre o assunto. Um juiz de Los Angeles marcou uma audiência para 23 de junho após um pedido de seu advogado, que não explicava por que a cantora queria se dirigir ao tribunal.

O interesse no caso judicial de Spears explodiu após o lançamento em fevereiro do documentário Framing Britney Spears, que narra o midiático colapso que resultou na tutela legal de seu pai sobre suas finanças.

Spears entrou com um pedido no ano passado para remover seu pai, Jamie Spears, da tutela e dar poder exclusivo sobre seu patrimônio a uma instituição financeira. Seu advogado, nomeado pelo tribunal, disse que ela tinha "medo" do pai.

Um juiz decidiu em fevereiro que o pai de Spears e o Bessemer Trust supervisionariam juntos as finanças da estrela pop, negando o pedido de Jamie Spears para manter o poder exclusivo de delegar investimentos, embora o caso esteja ainda em andamento.

Spears afirmou que ficou "envergonhada" com sua representação no documentário, no qual fãs dizem que ela está essencialmente sendo mantida prisioneira e alegam que ela tem enviado pedidos de ajuda codificados. De acordo com os advogados de Jamie Spears, ele fez um excelente trabalho gerenciando as finanças de sua filha.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.