Fabio Motta/AE
Fabio Motta/AE

Britney Spears mostra show vigoroso e boa forma no Rio

Popstar agitou a Praça da Apoteose com a superprodução 'Femme Fatale'

Gabriel Pinheiro e Ítalo Reis, Estadão.com.br

15 de novembro de 2011 | 22h58

RIO - A passarela carioca do samba virou uma enorme pista de dança nesta terça-feira, 15. De volta ao Brasil depois de uma década, Britney Spears mostrou aos fãs um show vigoroso na Praça da Apoteose. Amparada por uma superprodução, a cantora precisou fazer pouco esforço para levantar o público, cuja animação só esfriou quando a dupla de DJs que abria a apresentação tocou Born This Way, da "rival" Lady GaGa.

 

Apesar de visivelmente empolgada com a recepção calorosa, Britney seguiu à risca o script da turnê: abriu o show com Hold It Against Me, emocionou-se na balada Dont Let Me Be The Last To Know e não economizou no figurino ousado para as performaces das sensuais I'm A Slave 4 U, Toxic e Gimme More. Disse mais de uma vez (em inglês) que "amava o Rio." Entre as músicas, os telōes exibiam um vídeo em que a cantora é perseguida por um admirador, no que parece ser uma alusão à voracidade dos paparazzi em relação à sua vida pessoal.

 

Após uma fase pessoal conturbada, a popstar parece estar hoje em boa forma. No palco, aos 29 anos Britney não é mais aquela jovem que arrancava suspiros pela barriga sarada, mas ainda assim seu espetáculo funciona. E nem o evidente uso de playback parecia incomodar a plateia. "Depois de Madonna, Britney fez o melhor show que eu já vi", afirmou o estudante de artes cênicas Gustavo Vierling, 21 anos, que veio de São Paulo para vê-la.

 

No encerramento, a nova Till The World Ends fez o público cantar em coro. Àquela altura, o Rio ainda pedia mais. Tímida, Britney agradeceu aos fãs em meio a uma chuva de papel picado e deixou o palco ovacionada. Não teve mais bis, mas quem perdeu ou quer rever o show pode conferir a Femme Fatale Tour em São Paulo, nesta sexta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.