Britney lidera parada americana; Jackson é 13.º

A ex-recatada Britney Spears está de novo no topo das paradas. Seu quarto álbum, que inaugura a fase planejadamente mais picante e ousada da estrela teen, vendeu 609 mil unidades em sua primeira semana. Apesar da liderança, In the Zone não conseguiu superar o terceiro álbum da cantora, Britney, que vendeu 746 mil cópias em sua estréia, muito menos o segundo, Oops! ... I Did It Again, que chegou a 1,3 milhão de unidades vendidas. O novo disco, pelo qual a cantora recebeu algumas das piores críticas de sua carreira, traz a parceria com Madonna Me Against the Music. Outros destaques entre os lançamentos da semana foram o novo do Blink-182, que ficou em terceiro lugar, com 313 mil discos, e Let It Be... Naked, dos Beatles, na quinta posição, com 280 mil unidades vendidas.A semana também foi de teste para Michael Jackson. Sua coletânea Number Ones vendeu 121 mil cópias, valendo-lhe um modesto 13.º lugar na parada, segundo informações da indústria fonográfica reveladas hoje. A marca aproxima-se de outros resultados de coletâneas importantes e não foi considerado um grande fracasso. A propósito, por todo o mundo os fãs do cantor têm mantido seu apoio ao astro, que é acusado de abuso sexual de menores. O francês Pascale Hatot, por exemplo, tem bombardeado fãs em 96 países com e-mails em que pede solidariedade ao ídolo, sem tempo para promover o novo álbum. Enquanto isso, o advogado de Jackson ameaçou retaliar eventuais oportunistas dizendo que dinheiro é a única motivação das denúncias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.