Brasileiros lembram em Memphis 30 anos sem Elvis Presley

O cantor e web designer Adam Roman, de 17 anos, que diz ser o sósia mais jovem de Elvis Presley no Brasil, prepara as malas e o figurino de couro preto para sua primeira visita a Graceland, famosa mansão do astro na cidade de Memphis, no Estado norte-americano do Tennessee.Adam vai com a mãe, Maristela, para os eventos que irão lembrar os 30 anos da morte de Elvis, na semana de 11 a 19 de agosto. O músico morreu aos 42 anos, em 16 de agosto, após um ataque cardíaco causado por overdose de remédios."Vai ser inexplicável, mas tenho uma ansiedade por coisas novas, músicas, imagens. Dizem que há 200 shows dele gravados e que nunca foram lançados", disse Adam, que canta na banda Elvis Back.Ele pretende levar seu figurino de couro justo, réplica da roupa que Elvis usou no "show da volta", como ficou conhecida uma apresentação acústica de 1968.Muitos outros brasileiros ansiosos começam a agilizar a viagem para a Elvis Week 2007, seja através de uma comunidade no site de relacionamentos Orkut ou tirando dúvidas em um Disk Elvis (11 9868 3231) criado há dois meses.Dificuldade com vistos"Das 10, 15 ligações que recebo diariamente, três são para perguntar sobre a viagem a Memphis", disse o criador do Disk Elvis, o editor de vídeo Laerte Machado, que já foi duas vezes a Graceland. Este ano, no entanto, ele ficará de fora. "Data redonda é sempre muita confusão, gente do mundo todo, tudo lotado e o calor é insuportável."Com quatro meses de antecedência, cerca de 100 pessoas já mostraram interesse em participar da excursão de 6 a 18 de agosto organizada pelo empresário Marcelo Costa, que se dedica desde o final dos anos 1970 a eventos ligados a Elvis."Este ano, a questão do visto (para entrar nos EUA) está atrapalhando, levando muito tempo, e a maioria (dos turistas) é marinheiro de primeira viagem", disse Costa. "Muita gente fica dois, três anos juntando dinheiro, é coisa de sonho."O ponto alto da Elvis Week será o show virtual de cerca de duas horas com os ex-músicos de Elvis tocando ao vivo e com o astro "cantando" em um grande telão, na noite do dia 17.Há também a Noite das Velas, de 15 para 16, quando os fãs fazem vigília, em uma gigantesca fila até o túmulo de Elvis, em Graceland. O evento é transmitido online no site http://www.elvis.com.RoteiroO pacote de US$ 3 mil dólares para a excursão de Costa inclui avião, hospedagem e translados para eventos nas cidades de Memphis, onde fica o "santuário" Graceland, Tupelo, onde o músico nasceu, e Nashville, berço da música country e sede de estúdios famosos.Entre algumas curiosidades do roteiro de Tupelo, estão visitas pelas escolas nas quais Elvis estudou, a loja onde ele comprou seu primeiro violão e o McDonald´s da cidade, único do mundo que é temático, em homenagem ao cantor e ator.Em Memphis, além da mansão, os fãs costumam visitar o conjunto habitacional no qual Elvis e a família moraram quando chegaram na cidade, em 1949, chamado Lauderdale Courts, e o colégio no qual estudou, Humes High School. Em ambos, os moradores e estudantes levam os turistas para conhecer os espaços.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.