Brasil anima Festival de Montreux

A música brasileira vai tomar conta de Montreux, na Suíça, entre esta quinta-feira e domingo. O famoso festival de jazz da cidade comemora seus 35 anos de existência, e os organizadores do evento decidiram dedicar grande parte do programa deste ano aos músicos brasileiros."A presença de brasileiros no festival tem ocorrido desde o início dos anos 70. Desta vez, porém, teremos uma programação especial", garante um dos organizadores, Thomas Grandjean. Segundo ele, serão três noites dedicadas exclusivamente aos artistas nacionais, entre eles Gilberto Gil, Milton Nascimento, Skank, Carlinhos Brown, Jorge Ben Jor e, como atração especial, João Gilberto. "Desde 1989, João Gilberto não vinha a Montreux, e não podemos celebrar os 35 anos do festival sem sua presença", afirma o organizador.Além dos shows, cinco bandas brasileiras estarão nas praças e ruas de Montreux em apresentações gratuitas. Uma delas será o Maracatu Nação Pernambuco. Jorge Ben Jor ainda dará uma "master class" para os músicos locais no domingo.Os artistas brasileiros ganham, neste ano, mais dois palcos bastante inusitados. Um deles será um barco que, no sábado, deixará o porto de Montreux e navegará durante todo o dia pelo Lago Lemán ao som de grupos de samba brasileiros.O outro palco é o Brazil Train (Trem do Brasil), que sairá de Montreux em direção à vila de Rochers-de-Naye, nos Alpes. Em cada um dos vagões, estarão tocando artistas nacionais - bebidas e comidas típicas do Brasil serão servidos aos passageiros.Segundo os organizadores do festival, os ingressos para as três noites brasileiras já estão esgotados há duas semanas. O menor preço é de R$ 100,00. Para os passeios de barco e de trem, o valor é R$ 50,00.Quem também comemora são os donos de hotéis em Montreux. "Esse será o fim de semana mais disputado e esperado do festival e já não há vagas em nenhum dos mais de 20 hotéis da cidade", afirma um funcionário do Secretaria de Turismo de Montreux.As comemorações dos 35 anos de Montreux não se limitaram aos artistas brasileiros. A organização do Festival de Jazz fez questão de contar com a presença de B.B. King, Bob Dylan e Dianne Reeves.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.