BR-Rival de Música premia independentes

O primeiro Prêmio BR-Rival de Música, aser entregue na terça-feira, já tem vencedores: músicos egravadoras que buscam novos caminhos e preservam nossa memória.Os 24 indicados para as oito categorias (canto, CD, grupo,compositor, instrumentista, produtor, resistência e atitude)foram divulgados ontem. Predominam trabalhos independentes,como das gravadoras Kuarup (a veterana) e a Biscoito Fino (dabanqueira Katy de Almeida Braga), mas há espaço para pequenas,como a baiana Maianga (de Elza Soares). Das estrelas da mídia,só aparece Zeca Pagodinho, mas por seu projeto pessoal, a escolade música que criou em casa, em Xerém, distrito de Duque deCaxias.O Prêmio BR-Rival é uma parceria da subsidiária daPetrobras com o teatro privado mais antigo do Rio, há quase 70anos em funcionamento. Vai distribuir R$ 24 mil e a festa deentrega será transmitida em telão na Cinelândia, no centro. Esteano, homenageia o compositor Humberto Teixeira (parceiro de LuizGonzaga), em show com arranjos de Wagner Tiso e participação deuma constelação de cantores nordestinos.

Agencia Estado,

20 de agosto de 2002 | 17h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.