Bossa de João vai ao Grammy. Como world music

A música brasileira foi redescoberta pelo Grammy na década de 90. A onda começou em 1991, com a indicação de Dori Caymmi por Serenata Brasileira na categoria Melhor Álbum de World Music. O filho de Dorival perdeu. No ano seguinte Sérgio Mendes venceu, por Brasileiro. Foi o primeiro artista nacional a abocanhar o prêmio na categoria.Nos últimos três anos, a categoria tornou-se monopólio brasileiro. Milton ganhou em 1998 por Nascimento, Gilberto Gil venceu em 99 com Quanta Gente Veio Ver, que nos EUA se chama Quanta Live, e, no ano passado, foi a vez de Caetano, por Livro. Neste ano, na 43 º edição do prêmio, outro brasileiro, João Gilberto, foi indicado na categoria world music por João Voz e Violão, álbum produzido por Caetano Veloso. Esta é a quarta vez que João, vencedor em 1964 pelo disco Getz and Gilberto, é indicado sozinho ao prêmio. Ele concorre contra Water From The Well, da banda irlandesa The Chieftains,Homeland, da sul-africana Miriam Makeba, Joko (The Link), do senegalês Youssou N´Dour, e Journey With The Sun, do irlandês Paul Winter e sua The Earth Band.Latinos, os brasileiros não são. Pelo menos para o mercado dos EUA. Nas sete categorias destinadas aos artistas da América Latina não aparecem indicados trabalhos de músicos do Brasil. Sobra apenas a categoria world. David Byrne, um dos maiores entusiastas da música brasileira nos EUA, responsável pela redescoberta de Tom Zé, pela divulgação de Caetano e dos Mutantes, odeia o termo. Para ele, o termo é puro marketing. "Um nome para uma seção na loja de discos que significa troço que não tem lugar apropriado em nenhuma parte do estabelecimento", escreveu, certa vez, no The New York Times. Mas o que é o Grammy senão puro marketing.Sozinho - Nestes 43 anos de Grammy, prêmio concedido pela indústria de discos mais produtiva do mundo, dez brasileiros conquistaram prêmios. Ultimamente, todos na categoria world music. No passado, na época em que a bossa nova, parafraseando Tom Zé, invadiu o Brasil, e por conseguinte, o mundo, foram premiados João Gilberto, Astrud Gilberto, Antônio Carlos Jobim e Eumir Deodato, e este sozinho ganhou cinco. Quem também venceu foi Roberto Carlos, em 1988, na categoria Melhor Performance de Pop Latino.Ivan Lins e Vítor Martins participam indiretamente do prêmio. A parceria deles com Chico César She Walks This Earth (versão de Soberana Rosa) colocou Sting na disputa de Melhor Cantor Pop. E Camaleão, parceira com Aldir Blanc, interpretada por Grover Washington Jr., foi indicada na categoria melhor performance de pop instrumental. Fora isso, João Gilberto está sozinho. No ano passado, quando da vitória de Caetano, Dori Caymmi concorreu na categoria de melhor arranjador. Perdeu. Desta vez, os mais otimistas acreditavam em Bebel Gilberto, cujo álbum de estréia, Tanto Tempo, vendeu mais de 250 mil cópias nos Estados Unidos. Indicaram o pai, não a filha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.