Jeff Haynes/Reuters
Jeff Haynes/Reuters

Bono Vox deixa hospital, mas U2 adia turnê nos EUA e no Canadá

Vocalista não se recuperaria a tempo das datas marcadas as apresentações na América do Norte

estadão.com.br

25 de maio de 2010 | 11h10

BERLIM - O vocalista da banda U2, Bono Vox, saiu do hospital alemão onde foi operado no fim de semana, o que deve fazer com que o grupo inicie uma turnê prevista nos EUA apenas em 2011, segundo um comunicado publicado no site oficial do grupo nesta terça-feira, 25, informa a agência AFP.

 

Segundo a nota, Bono vai precisar de pelo menos oito semanas de recuperação. O músico foi submetido a uma cirurgia de urgência nas costas no Hospital de Munique após um acidente enquanto ensaiava os shows da turnê que preparava. Fontes do hospital afirmaram que ele teve uma paralisia parcial na perna logo após se acidentar.

 

"Bono sofreu com uma compressão severa do nervo ciático. Sobre a base da IMR (Imagem de Ressonância Magnética), me dei conta de que havia um sério rompimento do ligamento e uma hérnia de disco", o que não deixou outra opção se não a intervenção cirúrgica, explicou o doutor Muller Wohlfahrt na nota divulgada na página do U2. "A cirurgia era o único meio para a remoção total do problema e para evitar mais paralisias", completa a nota.

 

Os produtores da turnê do U2, a 360 Graus, confirmaram que os shows previstos para ocorrer nos EUA a partir do dia 3 de junho serão remarcados "até 2011". A organização do festival de Glastonbury também indicou que a banda não vai mais fazer a apresentação prevista para o mês que vem.

 

O U2 tinha show previstos em várias cidades dos EUA e do Canadá nos meses de junho e julho. Não houve referência, porém, sobre as outras apresentações da banda. Em agosto e setembro, o grupo tem show marcados na Itália e na Espanha - dia 6 de agosto, em Turim (Itália); 26 de setembro em San Sebastián (Espanha); 29 de setembro em Sevilha (Espanha); e dia 8 de outubro em Roma (Itália).

Tudo o que sabemos sobre:
Bono VoxU2músicacelebridadesRock

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.