Marcos Brindicci/Reuters
Marcos Brindicci/Reuters

Bono vai lançar 'Surrender', biografia em que lembra sua vida de ativista; ouça um trecho

Líder da banda U2 lança 'Surrender: 40 Songs, One Story' no dia 1º de novembro, inclusive no Brasil

Redação, AP

11 de maio de 2022 | 08h21

Surrender, o livro de memórias de Bono, vocalista do U2, será lançado mundialmente em 1º de novembro, informou a editora Alfred A. Knopf. O contrato da edição foi assinado pela primeira vez em 2015, mas não divulgado oficialmente na época. No Brasil, o livro será lançado pela Editora Intrínseca.

“Quando comecei a escrever este livro, esperava detalhar o que antes apenas esboçava em músicas”, disse o cantor e ativista irlandês de 62 anos, nascido Paul David Hewson, em um comunicado. “Reunir as pessoas, os lugares e as possibilidades na minha vida. Surrender (Render-se) é uma palavra carregada de significado para mim. Crescer na Irlanda nos anos 1970 com os punhos para cima (musicalmente falando) não era um conceito natural. A palavra só surgiu depois de reunir meus pensamentos para o livro."

Segundo o músico, a palavra tem múltiplos significados em sua vida. “Na banda, no meu casamento, na minha fé, na minha vida como ativista. A rendição é a história da falta de progresso de um peregrino, mas, claro, com uma boa quantidade de diversão ao longo do caminho.”

O subtítulo do livro é 40 Songs, One Story, uma referência à estrutura de Surrender: 40 capítulos, cada um com o nome de uma música do U2. Os muitos sucessos da banda incluem With Or Without You, Sunday Bloody Sunday e Where the Streets Have No Name.

No domingo, 8, Bono fez um show surpresa em uma estação de metrô de Kiev, na Ucrânia. O artista elogiou a luta dos ucranianos pela "liberdade" e pediu que a paz chegue em breve. Da plataforma de uma estação de metrô, ele e o guitarrista The Edge apresentaram vários clássicos do grupo, como Sunday Bloody Sunday.

Ouça um trecho da biografia de Bono, lida pelo próprio artista

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.