Bono pede liberdade para ´taleban australiano´

Bono, líder do U2, inaugurou a turnê do grupo irlandês pela Austrália pedindo a liberdade de David Hicks, o "taleban australiano", detido na base americana de Guantánamo, informou a agência AAP. Durante o show da noite de terça-feira em Brisbane, Bono disse que Hicks, detido há cinco anos por suposto crime de terrorismo, deve ser julgado em seu país de origem, a Austrália. Hicks se declarou inocente das acusações de conspiração, tentativa de assassinato e ajuda ao inimigo durante a invasão dos Estados Unidos ao Afeganistão, em 2001. A agenda de Bono na Austrália inclui a intenção de se reunir com o primeiro-ministro, John Howard. O artista irlandês vai pedir a Howard que aumente a ajuda ao Terceiro Mundo e se una aos países que dedicam 0,7% de seu Produto Interno Bruto ao desenvolvimento das nações pobres. Howard, por sua vez, disse que se reunirá com Bono caso ele abra mão de impor os temas do encontro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.