Bono pede liberdade para ´taleban australiano´

Bono, líder do U2, inaugurou a turnê do grupo irlandês pela Austrália pedindo a liberdade de David Hicks, o "taleban australiano", detido na base americana de Guantánamo, informou a agência AAP. Durante o show da noite de terça-feira em Brisbane, Bono disse que Hicks, detido há cinco anos por suposto crime de terrorismo, deve ser julgado em seu país de origem, a Austrália. Hicks se declarou inocente das acusações de conspiração, tentativa de assassinato e ajuda ao inimigo durante a invasão dos Estados Unidos ao Afeganistão, em 2001. A agenda de Bono na Austrália inclui a intenção de se reunir com o primeiro-ministro, John Howard. O artista irlandês vai pedir a Howard que aumente a ajuda ao Terceiro Mundo e se una aos países que dedicam 0,7% de seu Produto Interno Bruto ao desenvolvimento das nações pobres. Howard, por sua vez, disse que se reunirá com Bono caso ele abra mão de impor os temas do encontro.

Agencia Estado,

08 Novembro 2006 | 03h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.