Bono não pagaria para ver show do U2

O líder da banda irlandesa U2, Bono Vox, disse que não pagaria para ver um show de seu grupo,segundo entrevista publicada hoje no jornal econômico Financial Times Deutschland, na Alemanha. Bono afirma que "jamais" desembolsaria os 140 marcos (cerca de R$ 150) que custam as entradas para cada um dos três espetáculos programados no país. "No entanto, há bastante gente que considera adequado esse preço, se não a procura por ingressos não seria tão alta", concluiu. A banda inicia hoje, na cidade de Colônia, uma turnê pela Alemanha. O empresário Roberto Medina está negociando uma possível apresentação do grupo no Brasil, nos primeiros meses do próximo ano, no Rio de Janeiro. O U2 disse estar interessado em vir e desfazer o mal entendido da última passagem do grupo pelo País, em 1998.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.