Bono chega com uma hora de atraso para almoço com Lula

O vocalista do grupo U2, Bono Vox, disse estar realizando um sonho ao visitar a capital do Brasil. "Toda minha vida eu quis vir a Brasília. É um grande sonho estar aqui. Estou muito feliz em estar aqui", afirmou, ao chegar à residência oficial da Granja do Torto, onde almoça com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ao embarcar em São Paulo, o vocalista disse o que pretende falar com o presidente: "Vamos conversar sobre o trabalho que ele está fazendo pela pobreza, não só no Brasil como em outros países", disse. Bono chegou com uma hora de atraso e uma centena de fãs o aguardavam na portaria do Torto. O cantor elogiou seu anfitrião. "Estou muito ansioso para encontrar o presidente, porque ele luta não só contra pobreza no Brasil mas também ao redor do mundo, na África", comentou. Lula e Bono já se encontraram uma vez, durante reunião do Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, em janeiro do ano passado.Os brasilienses fizeram festa para receber o líder do U2 na residência oficial da Granja do Torto. A administradora Rita de Cássia Antunes estacionou o carro próximo à cancela que dá acesso ao Torto e pôs um CD da banda para tocar. "O que eu mais gosto no Bono é sua preocupação em melhorar o mundo", elogiou. Ela acha que a atuação do cantor em defesa de causas sociais leva vantagem sobre a dos políticos porque ele tem "independência para trabalhar." Fã da banda desde 1987, Rita assistirá ao show em São Paulo na Terça-feira.Os fãs levaram cartazes e faixas escritas em inglês. Uma delas dizia: "Bono, estou com fome. Leve-me para almoçar". Outra faixa, levada pela fã Vanessa Sampaio, lançava a candidatura do cantor para presidente das Nações Unidas. "Ele não só diz como age bastante e se ele tivesse essa oportunidade, ele faria bem mais", disse a fã, de 22 anos, que acompanha a banda desde os 12.O advogado Laudo Ferreira lamentou o fato de o U2 não haver programado uma apresentação em Brasília. "Certamente poderíamos ter um show aqui, porque o nível de renda é bastante elevado", comentou. O que ele mais admira na banda é o fato de os integrantes estarem juntos há quase 30 anos, "tocando, compondo e fazendo bom rock and roll". Cerca de cem pessoas aguardavam a chegada de Bono ao Torto. Quando ele chegou, acompanhado pelo ministro da Cultura, Gilberto Gil, houve um ligeiro tumulto, sem incidentes. Bono desceu do carro e deu uma breve declaração. Depois, ele e Gil se cumprimentaram, em frente aos fotógrafos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.