Divulgação
Divulgação

Bon Jovi acusa Steve Jobs de aniquilar mercado da música

'Na próxima geração, as pessoas vão se perguntar: 'o que aconteceu'?', afirmou o cantor

Estadão.com.br,

15 de março de 2011 | 11h54

O líder da banda americana de rock Bon Jovi declarou em entrevista à revista do jornal inglês The Sunday Times que o presidente da Apple, Steve Jobs, é culpado pela ruína da indústria musical.

 

Para John Bon Jovi, as "crianças de hoje perderam toda a experiência de por os fones de ouvido, ligar o som em alto volume, vestir a jaqueta, fechar os olhos e se perder em um álbum". O cantor também falou da "beleza" de comprar um CD pela curiosidade, provocada pela capa e pelas fotos do encarte, imaginando como é o som.

 

O vocalista disse acreditar que a nova geração, acostumada com a música digital, está sofrendo privações. "Marque o que estou dizendo: na próxima geração as pessoas vão se perguntar: 'o que aconteceu'? Steve Jobs é pessoalmente responsável por matar o mercado da música", afirmou.

 

O grupo liderado por John Bon Jovi tem quase trinta anos de carreira e é composto ainda por Richie Sambora, David Bryan e Tico Torres. O quarteto se apresentou no Brasil em outubro de 2010, com a turnê de divulgação do último disco lançado por eles, The Circle (2009).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.