Divulgação
Divulgação

Bob Dylan é acusado de plágio em pinturas

Quadros do cantor expostos em Nova York lembram imagens dos fotógrafos Dmitri Kessel, Henri Cartier-Bresson e Léon Busy

estadão.com.br,

28 de setembro de 2011 | 17h22

Pinturas feitas pelo cantor americano Bob Dylan e expostas na galeria Gagosian, em Nova York, foram criticadas, nesta quarta-feira, 28, por serem semelhantes a imagens de fotógrafos famosos, como Dmitri Kessel, Henri Cartier-Bresson e Léon Busy. Os quadros fazem parte da mostra sobre o “diário visual” das viagens de Dylan à China, Coreia, Japão e Vietnã.

Um dos críticos do cantor, Michael Gray, disse, em seu blog, o Bob Dylan Encyclopedia, que “o mais impressionante é que Dylan não usou as fotos apenas para se inspirar: ele usou totalmente a composição do fotógrafo, copiou exatamente”.

Fãs do cantor também comentaram, em uma comunidade na internet chamada Expecting Rain, que o quadro "Opium" é praticamente idêntico à fotografia Indochina, tirada em 1915 por Léon Busy.

A exposição conta com 18 pinturas feitas por Dylan e ficará na galeria Gagosian até o próximo dia 22 de outubro.

Quadro "Opium", de Bob Dylan, exposto em Nova York. Foto: Divulgação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.