Divulgação
Divulgação

Bob Dylan consegue permissão para tocar na China pela 1ª vez

Cantor norte-americano se apresentará em Pequim e Xangai em abril

EFE,

05 de março de 2011 | 08h57

Pequim, 5 mar (EFE).- O mítico cantor de folk-rock americano Bob Dylan conseguiu autorização para se apresentar pela primeira vez na China, após uma fracassada tentativa no ano passado, e tocará seu Blowin' in the Wind em Pequim no dia 6 de abril e em Xangai em 8 de abril, informaram os organizadores da turnê em comunicado.

Veja também:

som  Ouça sucessos do cantor

Segundo a Gehua-LiveNation, a empresa sino-americana que organiza os shows de Dylan no país asiático, o Ginásio dos Trabalhadores de Pequim e o Grand Stage de Xangai serão os palcos das apresentações.

Os preços oscilarão entre os 280 iuanes (US$ 42) e os 1.960,411 iuanes (US$ 298) para a ala VIP, número que homenageia a data do primeiro show do músico (11 de abril de 1961).

Dylan, que completará 70 anos em maio, cancelou no ano passado uma viagem à Ásia, que além das duas cidades chinesas mencionadas incluía Coreia do Sul, Japão e Taiwan, por não obter permissão das autoridades chinesas.

Em um primeiro momento, os promotores daquela turnê, a empresa taiuanesa Brokers Brothers, culpou o Ministério da Cultura chinês de proibir o show de Dylan, depois que outras excursões de artistas ocidentais famosos (como Oasis, The Killers, Céline Dion e Linkin Park) foram suspensas no país por problemas com a censura ou desacordos sobre a venda de ingressos.

A primeira banda de pop internacional que se apresentou na China foi a Wham!, em 1985, com um show em Pequim que demandou aos agentes do grupo de George Michael meses de intermináveis negociações.

Em seguida, vieram as turnês de Whitney Houston e Elton John, mas considera-se que o primeiro grande show de rock na China foi o do Deep Purple em Pequim, em 2004.

Tudo o que sabemos sobre:
Bob Dylan

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.