Black Eyed Peas encerra turnê brasileira com show em São Paulo

Will.I.am diz se sente tão à vontade no País que pretende comprar uma casa no Rio e um apartamento em São Paulo

Rafael Andrade - Estadão.com.br

05 de novembro de 2010 | 01h00

O Black Eyed Peas encerrou no Estádio do Morumbi, na noite desta quinta-feira, 4, a etapa brasileira da turnê The E.N.D. World Tour. O grupo passou por outras 8 cidades brasileiras - Fortaleza, Recife, Salvador, Brasília, Belo Horizonte, Porto Alegre, Florianópolis, Rio de Janeiro - com o show visto por 18 cidades da Europa e 35 dos Estados Unidos.

Veja também:

linkAkon faz aparição supresa em performance de David Guetta

video Assista a um trecho do show

Durante a apresentação em São Paulo, não faltaram declarações de amor às mulheres brasileiras e à capital paulista - a repetição do nome da cidade durante o show pelos integrantes do grupo chegou a ser exaustiva. "Olá, meninas. Essa música é dedicada a todas as mulheres bonitas de São Paulo", disse o filipino Apl.de.ap antes de Fergie exibir o rebolado em My Humps, ainda na primeira parte do show.

Fergie é, certamente, a estrela do grupo. Aos 35 anos, a vocalista requebra o tempo todo e chega, às vezes, a trilhar o limite da vulgaridade. Brinca com os próprios seios, lambe unhas postiças, deixa o vestido curto mostrar um pouco mais quando vira de costas. Fergie parece uma evolução das garotas do girl power dos anos 90: tudo o que as meninas querem ser, e tudo o que os garotos querem ter. Ela pode.

Apesar de ser um grupo, o Black Eyed Peas reserva momentos do show para que cada um dos integrantes se apresente sozinho. Will.I.Am impressiona com um rap improvisado, e quase sem pausa para respirar, que aqui terminou com os versos "Chove, chuva / Chove xem (sic) parar". O líder do Black Eyed Peas volta ainda um pouco mais tarde para um set como DJ que, apesar de empolgante, não ultrapassa o clichê com um pout pourri de segundos iniciais de músicas conhecidas como Smells Like Teen Spirit, Sweet Child O'Mine, Sweet Dreams e até Time of My Life. Taboo, em seu solo, volta a dizer que as mulheres brasileiras são as melhores do mundo, enquanto os imensos telões instalados no palco projetam a bandeira do Brasil. A homenagem ao País também apareceu no show enquanto o grupo cantava Mas Que Nada, composta por Jorge Ben Jor e regravada pelo Black Eyed Peas. Passistas de escolas de samba participaram dessa parte da apresentação.

"É verdade. Vou me mudar para o Brasil. Quero comprar uma casa no Rio e um apartamento em São Paulo no ano que vem. Sou fã da cultura desse país. Jorge Ben Jor é meu herói. Gosto de feijoada, e açaí no café da manhã", disse Will.I.Am antes da última música do setlist, I Got a Feeling. Antes de encerrar o show, Fergie ainda cantou a introdução de With or Without You, do U2. E os rapazes da banda, a música Morro do Dendê, de Mc Cidinho e Doca - o Parapapapa da trilha sonora de Tropa de Elite.

A leg latino-americana da turnê continua no sábado, 6, com show em Buenos Aires. De lá, o quarteto segue para Santiago (Chile), onde se apresenta no dia 11. A excursão termina em 13 de novembro, em Lima (Peru). No dia 30, a banda lança o novo disco, The Beginning, 6º da carreira que começou com Behind The Front, em 1998.

Setlist

Intro

Started

Rock That Body

Meet Me Halfway

Alive

Don't Phunk

Will.I.Am Solo

Imma Be

My Humps

Hey Mama

Mas Que Nada

Missing You

Bebot/Mare Apl Solo

Rocking to the Beat/Taboo Solo

Fergalicious/Glamourous

Big Girls/Fergie Solo

DJ Set/Will.I.Am

Pump It

Don't Lie

Shut Up

Where is the Love

Showdown/Party All Time

Boom Boom Pow

I Got a Feeling

Texto atualizado às 3h32

Tudo o que sabemos sobre:
Black Eyed PeasFergieshow

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.