Björk é cultuada pelo público paulistano no TIM Festival

Show da islandesa começou atrasado e iniciou roteiro eletrônico do evento em SP

Felipe Lavignatti, do estadao.com.br,

29 Outubro 2007 | 00h40

A cantora islandesa Björk levantou o público na quarta noite do TIM Festival, neste domingo, 28, em São Paulo. O show dançante e cheio de efeitos tecnológicos teve lotação máxima do Anhembi - o público "cult" realmente esteve lá para "cultuá-la" durante uma hora e 20 minutos.   Veja também:   Especial TIM Festival  Juliette and the Licks agitam o TIM Festival Após 9 horas, público curte The Killers no TIM Festival em SP Famosos marcam presença no Tim Festival em SP   O espetáculo começou com uma hora de atraso, às 22 horas. Além de hits dos anos 90, com os quais ficou famosa, Björk tocou músicas do novo álbum, sempre ousando nos figurinos e performances. Foi o primeiro show a tender para a música eletrônica na noite, após o som mais guitarra-baixo-bateria dos anteriores Spank Rock e Hot Chip.   Os destaques do show da islandesa ficaram por conta de um naipe de metal tocado por meninas da Islândia, além de dois instrumentos eletrônicos inovadores que "sentem" a posição de cubos e dedos. Ao final, uma chuva de papel picado cobriu toda a área vip do Anhembi.   O atraso começou no primeiro show, dos americanos do Spank Rock, às 19 horas. Boa parte do local ainda estava vazia. O quarteto formado pelo rapper Naeem Juwan, o produtor Alex Epton, Christopher Rockswell e Ronnie Darko mistura batidas de hip hop com funk. O ritmo, bem dançante, é comandado por quatro percussionistas. No final do show, os artistas se jogaram para ser carregados pelo público.   O londrino Hot Chip teve problemas técnicos e precisou parar a apresentação pela metade, o que contribuiu para mais atrasos.   As próximas atrações a tocar no TIM Festival neste domingo são Juliette and the Licks, Artic Monkeys e The Killers.   O trânsito nas imediações do Anhembi não teve problemas. Mesmo quem não ia para o TIM Festival conseguia trafegar com tranqüilidade. Ainda havia público entrando no evento às 23 horas.

Mais conteúdo sobre:
TIM Festival

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.