AP
AP

Bieber tinha traços de maconha e de remédios na urina quando foi preso

Resultado de exame feito na semana passada aponta consumo de medicação para ansiedade

Reuters

30 de janeiro de 2014 | 17h12

O cantor Justin Bieber tinha traços de maconha e de remédios para ansiedade na urina, apontou exame pedido na semana passada pela promotoria de Miami Beach. O cantor foi preso no dia 23 por dirigir embriagado e realizar um racha.

O relatório preliminar divulgado na tarde de hoje não inclui detalhes sobre a quantidade da droga ou da substância alprazolam, utilizada para o tratamento de transtornos de ansiedade.

Bieber foi preso novamente hoje, agora no Canadá, por ter supostamente agredido, em dezembro, um motorista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.