BiD reúne convidados bambas no Ibirapuera

Um dos mais expressivos CDs de moderna música negra e eletrônica brasileira lançados em 2005, Bambas & Biritas Vol. 1, do produtor Eduardo BiD (ou só BiD), terá pela primeira vez (e provavelmente única) uma versão quase integral no palco do Auditório Ibirapuera, de hoje a domingo. BiD vai receber a maioria dos convidados que participaram do disco: Seu Jorge, Black Alien, Rappin´ Hood, Marku Ribas e Carlos Dafé. No lugar de Elza Soares, entra a autora da letra de Mandingueira, Iara Rennó, que também seria a intérprete original no CD. "A Iara já tinha gravado, ficou lindo, mas aí surgiu a Elza. Agora, acho uma boa oportunidade colocá-la no show, para mostrar a cara de uma artista nova", diz BiD. Além de Elza, os outros ausentes do show serão os gringos Dasez Scott & Muhammad Mubashir, porque ficaria caro bancar a vinda deles do exterior. Por isso, a faixa da qual ambos participaram no CD, Soul Survivor, também vai ficar de fora do show. Chico Science (1966-1997) vai ser homenageado em Roda Rodete Rodeano, talvez com todos os convidados improvisando no final do show. "Tem faixas do CD que não dá para ser interpretadas por outros. O rap do Happin´ Hood é uma história dele", justifica o produtor. A versão de Maestro do Canão que eles vão apresentar desta vez é a do remix e servirá como homenagem a outro rapper, o Sabotage, assassinado em 2003. Acompanhado de uma superbanda, BiD vai mesclar músicas de Bambas & Biritas Vol. 1 - que acaba de ser relançado pela MCD com três remixes como bônus - com outras do repertório dos próprios convidados. Além da banda que tocou no álbum, ele vai contar com o versátil Marcos Levy (o Xuxa), a bateria de seu irmão Rocco BiD, que veio de Los Angeles só para participar do show, o DJ Nuts e um naipe "mais brazuca, mais latino" de metais, formado por dois trombones, trompete e flauta. Ao contrário de certos oportunistas e/ou decadentes, BiD afirma que não reuniu esse elenco de convidados no CD com propósitos comerciais. "Todos eles são meus parceiros nas músicas", observa. Nem considera a nova versão do CD como jogada de marketing. "A razão do relançamento é que algumas lojas nem chegaram a pegar o CD por causa do preço, que saía para o consumidor em torno de R$ 30", explica. A nova versão perde só o belo projeto gráfico e substitui a capa em digipack por uma comum, incluindo a caricatura de todos os convidados. Deve chegar às lojas por R$ 18 em média. BiD conta que os shows deste fim de semana serão registrados em vídeo e áudio para um provável DVD, mas nisso também ele quer evitar o lugar-comum. "Estou pensando num documentário em que talvez entrem algumas músicas ao vivo. Ninguém tem paciência para ver DVD de show mais de uma vez." Bid e Convidados. Auditório Ibirapuera (800 lug.). Avenida Pedro Álvares Cabral, s/n.º, Portão 2 do Parque do Ibirapuera. De hoje a dom., 20h30. R$ 30

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.