Mike Blake/Reuters - 1/2/2010
Mike Blake/Reuters - 1/2/2010

Beyoncé faz história no Grammy e leva seis prêmios

Cantora pop americana se tornou a maior vencedora da estatueta em uma única edição

Teresa Ribeiro do estadao.com.br com agências internacionais,

01 Fevereiro 2010 | 03h47

Beyoncé marcou um novo recorde na premiação do Grammy na noite do domingo, 31. A cantora americana ganhou seis estatuetas em uma única noite, inclusive a de melhor canção do ano com a música "Single Ladies", e com este feito é a mulher que mais foi premiada em uma única edição. Mas o principal prêmio da noite, o de melhor álbum, foi para Taylor Swift pelo trabalho 'Fearless'.

 

Veja também:

lista Lista dos vencedores

mais imagens Galeria de fotos

som Playlist do Grammy

 

Aos 28 anos, Beyoncé chegou como favorita com dez indicações e viveu sua grande noite na premiação da 52.ª edição do Grammy, considerado o Oscar da música americana. Venceu, além de melhor canção, como melhor performance de cantora feminina de R&B, com "Single Ladies (Put a Ring On It)", melhor performance cantora tradicional de R&B, com "At Last", melhor música de R&B, também por "Single Ladies (Put a Ring On It)", e melhor álbum de R&B contemporâneo, por "I Am… Sasha Fierse".

 

A rainha da festa apresentou seu número musical logo no início da cerimônia, pouco depois da abertura feita dos performáticos Elton John de óculos prateados e Lady Gaga, ambos com os rostos sujos de tinta, cantaram e tocaram juntos com um piano de frente para o outro um dos maiores hits do cantor e compositor, Your Song. Os pontos altos dos shows foram de Beyoncé e de The Black Eyed Peas, com sua "I Gotta a Feeling', em noite repleta de apresentações.

 

"Muito obrigado. Esta foi uma noite incrível para mim", declarou a cantora, que aproveitou para agradecer a todos os fãs pelo apoio que ela recebeu durante o último ano.

 

Taylor Swift com seus 3 troféus e Lady Gaga, com 2. Fotos: Andrew Gombert/EFE-Matt Sayles/AP

 

A jovem de 20 anos, Taylor Swift, que vem se destacando no cenário country, surpreendeu a torcida ao levar o prêmio de Melhor Álbum, desbancando as divas Beyoncé e Lady Gaga e disputando ainda com pesos pesados The Black Eyed Peas e Dave Matthews band. A cantora levou também os troféus de melhor interpretação vocal feminina e melhor canção com "White Horse", todos na modalidade de música country.

 

Em seus discursos de agradecimento Taylor lembrou que no colégio as amigas diziam que ainda a veriam no Grammy e nesta noite ela realizava o que considerava "seu sonho impossível". Dedicou ainda o prêmio ao pai "por sempre ter dito que eu poderia fazer tudo o que quisesse. Essa história eu contarei para os meus netos. Muito obrigada", disse Taylor Swift ao receber o prêmio.

 

Já Lady Gaga, que vem sendo chamada de a nova Madonna, e conquistado legião de fãs levou apenas os prêmios de Melhor Gravação de Dance por "Poker Face' e Melhor Álbum de Dance/Eletrônica, com 'The Fame'.

 

Taylor, Beyoncé, Lady Gaga... o Grammy deste ano foi mesmo das mulheres.

 

Jennifer Hudson, Celine Dion, Smokey Robinson, Usher e Carrie Underwood cantam em tributo a  Michael Jackson no 52.º Grammy. Foto Mike Blake/Reuters

Durante a premiação, um dos momentos mais emotivos da cerimônia foi o tributo especial a Michael Jackson, com imagens em 3D de parte da turnê que o cantor faria antes de morrer em junho do ano passado. Aplaudidos pela platéia em pé, seus filhos mais velhos, Prince e París, receberam um troféu em homenagem à trajetória do cantor. 

 

Prince disse que eles tinham orgulho de estar ali representando seu pai, Michael Jackson. Emocionou-se ao agradecer a Deus por cuidar deles e aos avós pelo apoio nos últimos sete meses. "Também gostaríamos de agradecer aos fãs, a quem nosso pai amava demais. Nosso pai sempre foi preocupado com o planeta e a humanidade e ajudava os outros. Em todas as suas músicas a mensagem era simples: amor. Continuaremos divulgando sua mensagem e ajudando as pessoas", concluiu Prince. "Era para o papai estar aqui hoje, ele ia se apresentar este ano". Ambos se despediram com um "obrigado, amamos você papai".

Confira a lista dos principais vencedores

 

Álbum do Ano

'Fearless' - Taylor Swift

 

Música do Ano

'Single Ladies (Put A Ring On It)' - Beyoncé

 

Gravação do Ano

'Use Somebody' - Kings Of Leon

 

Revelação

Zac Brown Band

 

Categorias Pop

 

Melhor Cantora (performances solos)

Beyoncé - "Halo"

 

Melhor Cantor (performances solos)

Jason Mraz - "Make It Mine"

 

Melhor Performance em dueto ou grupo

The Black Eyed Peas - "I Gotta Feeling"

 

Melhor Colaboração Pop com vocais

Jason Mraz e Colbie Caillat - "Lucky"

 

Melhor Performance Pop Instrumental

Béla Felck - "Throw Down Your Heart"

 

Melhor Álbum Pop Instrumental

"Potato Hole" - Booker T. Jones

 

Melhor Álbum Pop Vocal

"The E.N.D." - The Black Eyed Peas

 

Categoria Rock

 

Melhor Performance Solo

Bruce Springsteen - "Working On A Dream"

 

Melhor Performance em dueto ou grupo

Kings of Leon - "Use Somebody"

 

Melhor Hard Rock Performance

AC/DC - "War Machine"

 

Melhor Performance Metal

Judas Priest - "Dissident Aggressor"

 

Melhor Música Rock

"Use Somebody" - Kings Of Leon

 

Melhor Álbum Rock

"21st Century Breakdown" - Green Day

 

Mais conteúdo sobre:
Beyoncé Grammy música premiação

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.