Beyoncé envia sósia a museu de Viena para fazer compras

Falsa cantora foi recebida com todas as honras e conduzida em visita guiada pelo próprio diretor da instituição

EFE,

29 de abril de 2009 | 19h17

Além de uma poderosa voz e de um corpo espetacular, a cantora americana Beyoncé desenvolveu o dom da ubiquidade e conseguiu estar em dois lugares ao mesmo tempo: em um museu de Viena e fazendo compras nas ruas da mesma cidade.

O segredo da estrela foi usar uma sósia para visitar o famoso museu Albertina enquanto ela fazia outras coisas.

A imprensa austríaca informou nesta quarta, 29, que o truque foi tão perfeito que ninguém no museu percebeu. A "cantora" foi recebida com todas as honras e conduzida a uma visita guiada através da pinacoteca pelo próprio diretor da instituição.

"Achamos que é um descaramento", afirmou à agência "APA" a porta-voz do museu, Verena Dahlitz.

"Ontem (terça-feira) tivemos uma leve dúvida, mas não tínhamos certeza", explicou a porta-voz sobre a aparição da sósia. "Pelo rosto, poderia ter sido ela".

Mas não o museu não foi a única vítima do estratagema. Após a visita ao Albertina, a sósia passou por galerias comerciais, aonde fãs correram para pedir autógrafos, após a confundirem com Beyoncé.

Enquanto a falsa Beyoncé olhava quadros, a verdadeira fazia compras e inclusive tirou fotos e deu autógrafos a fãs.

O museu ainda não se pronunciou sobre a manobra da cantora, que na terça fez um show em Viena.

Mais conteúdo sobre:
BeyoncéViena

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.