Danny Moloshok/ Reuters
Danny Moloshok/ Reuters

Beyoncé é processada por empresa de videogame

Gate Five responsabiliza cantora por demissões e dívidas após quebra de contrato

Estadão.com.br,

27 Abril 2011 | 13h28

Beyoncé enfrenta um processo movido pela empresa de videogames Gate Five, revelou o site da revista americana Rolling Stone nesta quarta-feira, 27.

 

A companhia, que estava desenvolvendo um jogo de dança com imagens e músicas da cantora, o Starpower:Beyoncé, com tecnologia de sensor de movimento, acusa a artista de quebrar o contrato com a empresa ao desistir do projeto. A Gate Five pede ainda uma compensação em dinheiro pelos danos financeiros causados à empresa, que afirma ter sofrido prejuízo de mais de US$ 100 milhões.

 

Veja também:

link Madonna está sendo processada por ex-funcionários na África

som Novo single de Beyoncé pode ser ouvido na internet

 

Segundo a revista New York Magazine, um documento formal emitido pela empresa de jogos responsabiliza a cantora pela demissão de 70 funcionários no final do ano passado e diz que ela destruiu os negócios da empresa. A Gate Five alega que a cantora "fez um número extraordinário de pedidos de mudanças nos termos e quando o seu financiador saiu (por achar a Sra. Carter [como a empresa se refere à Beyoncé] muito difícil de lidar), ela abandonou o projeto em quebra de acordo".

 

Beyoncé não se pronunciou sobre o assunto. Detalhes sobre o andamento do processo não foram revelados.

Mais conteúdo sobre:
Beyoncé videogame jogos

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.