Divulgação
Divulgação

Beyoncé chega aos 34 anos reinando solitária no topo do pop

Cantora comemora seu aniversário nesta sexta-feira, 4

Pedro Antunes, O Estado de S. Paulo

04 de setembro de 2015 | 14h49

Difícil encontrar alguém no pop mundial que tenha o mesmo status de Beyoncé. A cantora, que nasceu em Houston há 34 anos, comemorados nesta sexta-feira, 4, domina o gênero como poucos já foram capazes.

Não há concorrentes a altura de Beyoncé atualmente. E ela nem precisa estar em turnê para isso. Veja bem, o último show de turnê, mesmo, foi em meados de 2014. Depois disso, vieram as performances em premiações como VMA e Grammy. Neste sábado, ela se apresenta no festival Made in America, criado pelo marido dela, o rapper Jay Z. 

Jay Z, aliás, é em muito responsável pela ascensão da cantora ao topo. O relacionamento iniciado em 2002 rendeu, além da filhota Blue Ivy Carter, um crescimento gradual na carreira da ex-Destiny’s Child, mesmo que ela não esteja oficialmente na empresa de gerenciamento dele, a Rock Nation. 

Bey aprendeu a usar as redes sociais antes da concorrência. Hoje, ela domina Instagram, Facebook, e foi capaz de lançar o mais recente disco, que levava seu nome, em 2013, sem qualquer divulgação prévia. Numa madrugada, o álbum estava lá, todinho, disponível no Itunes. E, claro, chegou ao primeiro lugar das paradas. 

Ela sabe o que mostrar e quando mostrar. Anunciou a sua gravidez durante uma apresentação no VMA, quando ninguém poderia esperar. Ganhou mais adeptos e fãs pela fofura do gesto. A guria, aliás, está sempre próximo da mãe nas fotos e até cantou em uma das faixas do mais recente álbum.  

Taylor Swift e Miley Cyrus, para citar as duas mais jovens postulantes ao topo do pop, ainda não chegam aos pés da senhora Carter. Falta-lhes cancha para igualar à performance de Beyoncé, voz e suingue. As duas se esforçam, mas ainda não foram capazes de chegar ao mesmo nível. 

Beyoncé cuida da filha e, de longe, vê as adversárias de engalfinhando para tomar seu posto. E, neste aniversário de 34 anos, ela não precisa se preocupar. Está bem acima de todas as outras. 

Tudo o que sabemos sobre:
beyoncé.música

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.