Ben Harper quer ver partida de futebol, além de cantar

Depois de anunciar que vai alugar uma moto para viajar por aqui, de última hora Ben Harper disse para os produtores do show que quer acompanhar partidas de futebol e ver ensaios de escolas de samba. Para o camarim, faz exigências prosaicas: guaraná e cerveja nacional. Ainda em Los Angeles, cidade onde vive, já havia demonstrado o desejo de surfar na Bahia. Ele abre a temporada paulistana de turnês internacionais de 2007 com o show do disco Both Sides of the Gun (2006) - ele toca em São Paulo na 2.ª (22) e na 3.ª (23), na Via Funchal. Harper já fez dois shows no por aqui em 1998, durante o Free Jazz Festival.Harper é do bem, não só por mostrar algum interesse pelo Brasil. Trazer o amigão e parceiro de música e de surfe, Donavon Frankenreiter, para abrir os seis shows que fará por aqui, também dá sinais de que o rapaz é gente boa.Desde o primeiro álbum, Welcome to the Cruel World (1993), o cantor mostra que se importa com problemas sociopolíticos. E ainda divulga, sem fanatismo, mensagens de amor e paz em canções gospel. Aos 37 anos, ele não levanta bandeiras. Apenas guitarras e prancha de surfe. Ben Harper. Onde: Via Funchal, R. Funchal, 65, Vila Olímpia, 3089-6999. Quando: 2ª (22) e 3ª (23), 22h. Quanto: R$ 150 a R$ 300.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.