Beatles odiavam 'Love Me Do', diz Tony Sheridan

Guitarrista inglês responsável por lançar os Beatles no mundo dos discos fala sobre a banda em Vitória, ES

EFE,

07 de janeiro de 2010 | 18h17

O guitarrista inglês Tony Sheridan, considerado o responsável por lançar os Beatles no mundo dos discos, disse nesta quinta, 7, em Vitória, onde se apresenta no próximo fim de semana, que o quarteto de Liverpool não gostava de seus primeiros sucessos, como "Love Me Do" e "Please Please Me".

 

"Quando eu tocava com os Beatles nós fazíamos um blues bem rústico. Eles eram a melhor banda de Rhythm n' Blues da Europa, mas da noite para o dia largaram tudo e viraram aqueles caras limpinhos", disse.

 

Sheridan escreveu seu nome na história da música ao escalar os Beatles como sua banda de apoio para algumas gravações no começo dos anos 60, em Hamburgo, na Alemanha.

 

"Nós, músicos que estávamos em Hamburgo, achamos 'Love Me Do' e 'Please Please Me' uma porcaria. E eu sei que eles as odiavam também. Eles estavam apenas esperando pela oportunidade de fazer as coisas do jeito que queriam", afirmou.

 

Sheridan disse ainda que a mudança de som e de visual dos Beatles - trocando as jaquetas de couro e os jeans desbotados por ternos - não foi influenciada pelo empresário da banda, Brian Epstein, mas por "algo maior, por causa de uma missão maior".

 

"Olhando para trás, analisando como tudo acontecia em Hamburgo, eles não estavam sendo recriados por Brian Epstein, eles estavam sendo recriados por uma força maior para mudar o mundo, e foi o que eles fizeram", declarou.

 

Em sua curta passagem pelo Brasil, Sheridan fará um megashow que acontecerá na praia de Camburi, na capital do Espírito Santo, no próximo domingo.

Tudo o que sabemos sobre:
BeatlesTony Sheridan

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.