Baterista dos Rolling Stones vence o câncer

Charlie Watts, o baterista da banda Rolling Stones, venceu sua batalha contra um câncer de garganta, disse hoje ao jornal britânico Daily Mirror o líder do grupo, Mick Jagger. Além disso, a banda já está preparando um novo álbum com canções inéditas e considera a possibilidade de realizar uma turnê mundial. Watts, de 63 anos, foi diagnosticado com câncer há quatro meses e recentemente terminou um bem sucedido tratamento quimioterápico de seis semanas no Hospital Real Marsden, perto de sua casa, no distrito londrino de Chelsea."Charlie fez todos os tratamentos e está livre de qualquer doença", teria dito Jagger ao tablóide. Nenhum dos assessores da banda, e nem do hospital, estava disponível hoje para comentar a notícia. Watts descobriu a doença depois de reparar numa protuberância que apareceu em seu pescoço. Em junho, uma biópsia confirmou que se tratava de um tumor maligno e Watts começou a se preparar para o tratamento. A quimioterapia deixou-o fraco, e ele deve passar algum tempo se recuperando em casa, ao lado da esposa, Shirley, em sua casa em Devon, na região oeste da Inglaterra, antes de voltar ao trabalho, dizia a reportagem do Mirror. O baterista recentemente passou a dividir seu tempo entre os Stones e uma banda de jazz, Tentet. Jagger disse ao jornal que esperava começar a gravar novas músicas e fazer uma turnê mundial em breve. "Keith Richards e eu estamos escrevendo muitas músicas para o novo álbum dos Rolling Stones", disse Jagger. "Nós não agendamos nenhuma turnê ainda, mas com certeza haverá mais uma".

Agencia Estado,

02 de outubro de 2004 | 17h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.