Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Bono Vox, líder do U2
Bono Vox, líder do U2

Baterista do U2 é condenado em processo no Brasil, diz site

Larry Mullen Jr. disse que promotor de shows não havia pago cachê da banda

Estadão.com.br,

26 de janeiro de 2011 | 19h12

O baterista do U2, Larry Mullen Jr., foi condenado em um processo movido na justiça brasileira. Ele e outras duas pessoas terão que pagar indenização de R$ 800 mil, informou nesta quarta-feira o site de música Spinner.

 

O caso está ligado a declarações de Bono Vox e Mullen Jr. durante uma entrevista ao jornal O Globo, no ano 2000. Na época, Mullen Jr. disse que o promoter Franco Bruno não havia pago à banda por um show feito no Rio e outros dois em São Paulo, em 1998, que fizeram parte da PopMart Tour.

 

Três dias depois da entrevista, entretanto, o promotor conseguiu provar que havia pago, sim, o cachê da banda - e que Mullen Jr. estava enganado. O promotor de shows entrou com ação judicial contra o U2 e o caso só agora chegou ao final.

 

O U2 volta ao País em abril, para shows da 360° Tour, nos dias 9, 10 e 13, no estádio do Morumbi, em São Paulo. A banda divulga o último álbum lançado, No Line On The Horizon (2009).

Tudo o que sabemos sobre:
U2Bono VoxLarry Muller Jr

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.