Baterista do McFly diz que treino para maratona causou cardiopatia

O baterista Harry Judd, da "boy band" britânica McFly, foi diagnosticado com um pequeno problema cardíaco causado, segundo ele, pelos treinos para a Maratona de Londres, a ser disputada neste mês.

Reuters

03 de abril de 2013 | 10h53

Judd, de 27 anos, disse aos fãs pelo Twitter que desenvolveu uma arritmia pelo excesso de exercícios.

"É conhecido como Marca-Passo Migratório, e comumente visto em atletas..., é realmente chato!!!", escreveu ele, acrescentando que não há motivo de preocupação. "Só preciso baixar um pouco a bola", afirmou.

Judd pediu a seus fãs que torçam por ele na maratona londrina, que será disputada em 21 de abril. Na edição do ano passado, 37 mil corredores cruzaram a linha.

A Fundação Britânica do Coração informa em seu site que os chamados "batimentos cardíacos ectópicos" são comuns. Eles significam que falta ou sobra uma batida cardíaca, mas isso geralmente é inofensivo e não exige tratamento.

(Reportagem de Belinda Goldsmith)

Tudo o que sabemos sobre:
MUSICAMCFLYBATERISTAMARATONA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.