Barenboim faz concerto em Ramallah

O célebre maestro argentino-israelense Daniel Barenboim, diretor-artístico da Ópera Estatal "Unter den Linden", de Berlim, conseguiu fazer hoje um concerto de piano em uma escola, em Ramallah, na Cisjordânia. Barenboim recebeu ameaças de morte dias atrás, o que levou a polícia de Jerusalém a reforçar sua proteção, segundo se informou hoje.Barenboim tocou durante meia hora em Ramallah em sinal de solidariedade ao povo palestino. O maestro chegou dias atrás a Jerusalém para participar de um festival internacional de música de câmara, recordou hoje o site do hornal Haaretz."Não sou um político, mas acredito que existam soluções para o conflito israelense-palestino: só tento abrir os corações", comentou Barenboim.O músico argentino tentou fazer um concerto em Ramallah em março, mas foi dissuadido pelas autoridades militares israelenses de não fazê-lo "por razões de segurança".Dias atrás Barenboim recebeu o prêmio Astúrias para a Concórdia, junto com o intelectual palestino Edward Said, residente nos Estados Unidos, já que ambos "buscam sistematicamente vias alternativas para alcançar a paz, a coexistência e a compreensão atravbés da atividade cultural".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.