Barão Vermelho, depois do Rock in Rio, entra em férias

O Barão Vermelho, que vai se apresentar sábado no Rock in Rio, vai tirar férias por um ano. A afirmação veio do próprio grupo que contou a novidade na entrevista coletiva dada sexta à tarde no hotel Intercontinental, em São Conrado. O Rock in Rio é a última grande apresentação da banda antes do que Guto Goffi, baterista, chamou de "ano sabático do Barão". O motivo do recesso é o projeto solo de Roberto Frejat, que garantiu que não se trata de um rompimento. "Construímos nossa carreira em grandes festivais", disse o vocalista Frejat, ressaltando que essas serão as primeiras férias do Barão Vermelho em vinte anos de carreira. "Nada melhor que fechar o ciclo com um mega- show como esse". Frejat aceitou falar do conflito que resultou há alguns meses na desistência de seis bandas nacionais em participar do festival. "Para nós, que temos vinte anos de carreira e já tocamos inúmeras vezes de dia, é muito pouco desistir do evento por causa disso", afirmou. Frejat se referiu ao motivo exposto pelo Rappa para sair do elenco de bandas nacionais confirmadas do Rock in Rio 3: não aceitar tocar com o céu ainda claro. "Se houve outras razões para a desistência do Rappa e das outras bandas, eu não sei", disse o líder do Barão Vermelho. Sobre o show, Frejat disse que será mais pesado do que suas mais recentes apresentações."Tentamos incluir uma música de cada disco, mas nem isso foi possível com o tempo disponível", disse Frejat. O tempo do show do Barão Vermelho será de 50 minutos. Frejat também chmaou a atenção para a Tenda Brasil , de onde, acredita, sairão momentos interessantes do festival.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.