Banda pop acusa Chávez de usar música indevidamente

A banda pop venezuelana Los Amigos Invisibles diz ser vítima da mais recente onda de expropriações do presidente Hugo Chávez.

Reuters

18 de setembro de 2012 | 17h05

A imprensa local informou que o grupo está exigindo que uma rádio estatal pare de transmitir um remix da sua canção "Majunche" como parte da campanha à reeleição de Chávez, um socialista conhecido por confrontar a iniciativa privada com a estatização de seus bens, às vezes sem indenização.

A canção, de 2004, é basicamente um tema instrumental, em meio ao qual os vocalistas às vezes gritam "majunche" - gíria local que significa algo como "derrotado". Chávez, que está no poder desde 1999 e disputa mais um mandato na eleição de 7 de outubro, costuma se referir dessa forma ao seu adversário eleitoral, Henrique Capriles.

A banda diz que a emissora não solicitou autorização para usar a música.

"Expropriaram a Majunche, era só o que faltava", tuitou o baixista José Rafael Torres.

A rádio pública YVKE usou "Majunche" como tema de fundo para discursos inflamados nos quais Chávez diz que "o perdedor não vai ganhar as eleições na Venezuela (...), nem neste ano, nem daqui a dois mil anos!".

Nem o agente da banda nem a rádio se pronunciaram sobre o caso.

(Reportagem de Brian Ellsworth)

Tudo o que sabemos sobre:
MUSICACHAVEZJINGLE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.