Jamie Hewlett via The New York Times
Jamie Hewlett via The New York Times

Banda Gorillaz prepara shows online com artistas interagindo com personagens animados

Criado pelo músico Damon Albarn e pelo cartunista Jamie Hewitt, grupo vai se apresentar em Londres nos dias 12 e 13 de dezembro

Sarah Mills, Reuters

09 de dezembro de 2020 | 09h59

A inovação sempre foi uma marca registrada da banda musical de animação Gorillaz, criada pelo músico Damon Albarn e pelo cartunista Jamie Hewitt, e agora eles pretendem lançar algo novo em uma série de shows ao vivo que o público pode pagar para ser transmitido em suas casas.

A banda está se preparando para apresentar o novo álbum, Song Machine, Season One: Strange Timez, com três shows online nos quais artistas interagem com personagens animados. “Estando em uma sala onde não há público, você realmente pode usar os truques e a tecnologia que temos agora, que não estavam disponíveis há 20 anos”, disse Albarn, de 52 anos, à Reuters, em seu estúdio no oeste de Londres.

“Quer dizer, potencialmente é uma coisa totalmente nova que ninguém nunca viu antes; isso se toda a tecnologia funcionar na hora”, afirmou.

As apresentações artísticas, incluindo teatro e música ao vivo, foram dizimadas pela pandemia, que forçou cancelamentos e fechamentos em todo o mundo e deixou os artistas em dificuldades para encontrar maneiras de continuar trabalhando e se conectar com o público preso em casa.

Além de ter músicos em seu novo álbum, incluindo Beck e Elton John, que aparecem pessoalmente ou como um holograma, Albarn disse que os personagens de animação de Murdoch, 2D, Russell e Noodle também estarão envolvidos.

“É arriscado no sentido de que há tanto que pode dar errado. Mas o que mais podemos oferecer às pessoas neste momento que valha a pena e também artisticamente aventureiro e que mantenha o espírito do que é música ao vivo?”

As três apresentações de Gorillaz estão programadas para acontecer em Londres nos dias 12 e 13 de dezembro.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Damon AlbarnGorillazmúsica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.