Dylan Martinez/Reuters
Dylan Martinez/Reuters

Banda Clean Bandit canta todas as formas de amor no novo disco

Dono de hits como ‘Rockabye’ e ‘I Miss You’, grupo inglês vem ao País em fevereiro com a turnê de ‘What Is Love?’

Pedro Rocha, Especial para o Estado de S. Paulo

20 de dezembro de 2018 | 03h00

O grupo britânico Clean Bandit é dono de alguns dos maiores hits da música pop dos últimos anos. Canções como Rockabye e I Miss You conquistaram as paradas mundiais e fizeram o trio, formado por Grace Chatto e pelos irmãos Jack e Luke Patterson, refletir: estava na hora de juntá-las num álbum. 

“Estávamos fazendo novas músicas havia uns três anos e o conceito do álbum surgiu no caminho”, explica a cantora e violoncelista Grace, em entrevista, por telefone, diretamente de Londres, ao Estado. Segundo ela, como o nome já indica, o tema central do disco What Is Love?, que já está disponível nas plataformas digitais e em cópias físicas, é abordar as mais variadas formas de amor. 

“Percebemos que as músicas falavam sobre diferentes tipos de amor.” Materno, como em Rockabye, parceria com Sean Paul e Anne-Marie; próprio, como em Solo, colaboração com Demi Lovato; ou romântico e não correspondido, como em Baby, cantada por Luis Fonsi e Marina Diamandis.

Chatto até se arrisca a cantar em algumas músicas do grupo, mas o foco do trio é a parte instrumental das canções. É o que faz do Clean Bandit, que estourou inicialmente em 2014 com o hit dançante Rather Be, uma banda completamente diferente, com vocalistas ilustres. Ellie Goulding, Rita Ora e Julia Michaels são alguns dos nomes que emprestam o gogó, e muitas vezes escrevem as letras, para o grupo nesse novo trabalho. 

“Muitos desses cantores são bem experientes e nós aprendemos muito com eles”, revela Grace. Alguns nomes são grandes e intimidadores, de início, segundo ela. “Dependendo de quem convidamos, é desafiador”, conta ainda ela.

Grace é musicista e, por sua formação, sempre se dedicou ao lado mais instrumental da música. “É algo natural para mim e sempre amei a música pop, então nunca me importei tanto com as letras”, brinca. O grupo, ao longo dos anos, vem misturando ritmos aos elementos eletrônicos, como o reggae, música latina e música clássica. 

Para Chatto, há uma sensação estranha em saber que sua música tem sido consumida por todo o mundo. “Nunca estive no Brasil, por exemplo, e mesmo assim muitas pessoas amam as nossas músicas.” Isso, no entanto, está para mudar. O grupo tem uma apresentação marcada para o dia 1.º de fevereiro de 2019, em São Paulo, às 23h, na Audio (Av. Francisco Matarazzo, 694, tel. 3862-8279) com ingressos entre R$ 240 e R$ 350 (a inteira). 

Como reproduzir tantas músicas cantadas por artistas diferentes? Com alguns convidados. Kirsten Joy e Yasmin Green, que também emprestam a voz para algumas faixas do disco What Is Love?, acompanham a banda em turnê, cantando todos os hits. “Elas cantam de uma forma muito bonita”, elogia ainda Grace Chatto. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.