Bambas do jazz se encontram em NY

Os mais importantes nomes do jazz - e de boa parte dos gêneros que são influenciados por ele - fazem apresentações em Nova York de hoje até o dia 24. Trata-se da 28ª edição do JVC Jazz Festival, que vai contar com a participação de João Gilberto, Aretha Franklin, Ray Charles, Rubén Blades, Etta James, Cesaria Evora e Diana Krall, entre muitos outros. Durante esses 13 dias, a Big Apple vira uma espécie de Nações Unidas da música mundial, com shows espalhados por 24 clubes e casas de espetáculos. "Estamos muito animados de ter uma seleção de vocalistas superstars apresentando músicas de todas as partes do mundo, incluindo o melhor do jazz, do blues, do rhythm & blues, da música brasileira e do tango", disse George Wein, diretor da Festival Productions, responsável pelo festival, que depois viaja para cidades como Chicago, Atlanta, Toronto, Amsterdã e Paris. Uma série de shows temáticos e tributos dará tempero extra ao festival. João Gilberto é uma das mais aguardadas atrações do evento, com o show The 40 Years of Bossa Nova - Once Again, na sexta-feira, para o qual restam pouquíssimos ingressos disponíveis no Carnegie Hall.Outras comemorações ligadas a efemérides são o 90º aniversário de Milt Hinton (terça-feira, no Hunter College) e os 20 anos de atividades de John Lurie and the Lounge Lizards (no domingo, dia 18, no Symphony Space). Na linha tributos, Charlie Byrd e George Van Eps ganham homenagem de um grupo de músicos que inclui Ron Affif, Frank Vignola e Mark Whitfield (quarta-feira, no Hunter College) e Robert Johnson é relembrado por Honeyboy Edwards, John Hammond, Robert Jr. Lockwood e Chris Whitley (sábado, 17, no Symphony Space). A diversidade de atrações aparece nas apresentações de Chucho, Miguel e Tomatito (dia 21, no Carnegie Hall), Toshiyuki Miyama & the New Herd (dia 21, no Bryant Park - um evento grátis ao ar livre) e The Herbie Hancock Group (dia 24, no Beacon Theater). Quem não estiver em Nova York este mês, pode acompanhar a transmissão de várias apresentações pela Internet. A Global Music Network (http://www.gmn.com) vai exibir o áudio e vídeo de diversos shows (visite o site para ver a programação. Nesta época do ano o Brasil tem apenas uma hora a mais do que Nova York no fuso horário).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.