Megadeth
Megadeth

Baixista sai do Megadeth após escândalo sexual

Banda de heavy metal firmou em comunicado nesta segunda, 24, que seguirá sem David Ellefson depois que vídeos eróticos com namorada supostamente menor de idade foram divulgados

O Estado de S.Paulo, O Estado de S.Paulo

24 de maio de 2021 | 18h59

O Megadeth anunciou nessa segunda, 24, que o baixista David Ellefson não está mais no grupo de heavy metal. O anúncio foi feito nas redes sociais e diz o seguinte: “Informamos aos nossos fãs que David Ellefson não irá mais tocar com o Megadeth e que estamos oficialmente seguindo caminhos diferentes”, escreveram os outros integrantes no comunicado.

A notícia surge depois de um escândalo com vídeos íntimos que foram trocados entre Ellefson e uma jovem que, à época, seria menor de idade. O roqueiro não respondeu ao comunicado do grupo, mas afirmou, assim que os vídeos foram divulgados, que não se orgulhava de suas atitudes e que as mensagens trocadas com a jovem “foram interações adultas e privadas que foram tiradas de contexto”.

Uma fonte anônima responsável por revelar o conteúdo contou que a idade da garota que estava ficando com o baixista de 56 anos era 17 anos sendo, portanto, menor de idade. Mas a própria namorada envolvida, hoje com 19 anos, afirmou em suas redes sociais que não era menor de idade e que as interações entre os dois começaram por iniciativa dela. O Megadeth chegou a dizer que desconhecia a vida privada de Ellefson e que esperava que “a verdade viesse à tona”. “Apesar de não sabermos todos os detalhes do que aconteceu, com o nosso relacionamento já distante, o que aconteceu agora é o suficiente para fazer com que seja impossível trabalharmos juntos. Estamos ansiosos para vermos nossos fãs na estrada esse verão (inverno no Brasil) e não vemos a hora de compartilhar nossa música nova com o mundo. Está quase pronto”, escreveu o vocalista Dave Mustaine.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.